Confiança é menor

Publicação: 2019-07-23 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

A confiança da indústria cai 1,7 ponto em julho ante junho, diz a prévia da  Fundação Getúlio Vargas (FGV). O Índice da Situação Atual  recuou 2,5 pontos. Já o Índice de Expectativas (IE) encolheu 0,9 ponto, o menor patamar desde julho de 2017. O  número de indústrias fechadas em São Paulo  é o maior em uma década. Ainda em    São Paulo, diante do quadro de estagnação econômica, a FecomercioSP constata que os empresários reduziram as compras e 58,3% dos estoques estão adequados em julho.  Entre as pequenas empresas 27,1% estão com estoques altos, enquanto nas grandes, a proporção é menor, 14,6%. Quanto aos estoques baixos, a média não apresenta tanta diferença: 14,7% e 16,7%, respectivamente.

Sondagem
A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga a Sondagem Industrial revelando crescimento da preocupação dos industriais com o baixo consumo. A falta de demanda está em segundo lugar na lista dos problemas que dificultam a recuperação da atividade. Mesmo com produção em queda e estoques elevados, os empresários mantêm o otimismo com o futuro.

Mercado
A projeção de alta do PIB em 2019 interrompe 20 semanas de queda. A expansão do PIB de 2019 passa de 0,81% para 0,82%, aponta o boletim  Focus do Banco Central. O câmbio para fim de 2019 cai de R$ 3,80 para R$ 3,75 Já a projeção da inflação pelo. IPCA recua de 3,75% para 3,65%. São sinais de marasmo da economia, ou de lenta recuperação. O governo projeta expansão modesta para o crédito em 2019 e 2020.

Moeda
O dólar e o petróleo. Continuam naquela marcha lenta. No caso do petróleo, mesmo com a crise entre os países ricos com o Irã, o preço do barril não disparou. Parece que os atores dessa possível guerra estão cautelosos. Basta disparar um tiro que o preço do petróleo vai acompanhar o trajeto de subida. O dólar encerrou os negócios ontem com uma cotação em torno de R$ 3,73. O euro também pegou carona na descida.

Indicadores
Estudo mostra uma redução da desigualdade racial da pobreza no Brasil. Levantamento utiliza dados da Pnad de 2004 a 2014. Divulgada pelo Ipea, a pesquisa diz que entre os fatores que impulsionaram a melhoria nas condições de vida da população brasileira estão o aumento do emprego, a expansão das políticas de transferência de renda, mudanças geográficas, maior escolarização da força de trabalho e valorização real do salário mínimo.

Salário x garantia
O salário alto não é garantia de sucesso profissional para os jovens da Geração Z, aponta pesquisa CNDL/ SPC Brasil. O estudo revela que maioria dos jovens de 18 a 24 anos considera fazer o que gosta, equilibrar trabalho e vida pessoal e ser reconhecido profissionalmente mais importante que ganhar bem. Para esse público, trabalhar com o que gosta (42%), equilibrar trabalho e vida pessoal (39%) e ser reconhecido pelo que faz (32%) são aspectos mais importantes que ganhar bem (31%). Esses jovens acreditam que dedicação (43%), capacidade de diálogo e trabalho em equipe (40%), foco no trabalho (36%), ser paciente (35%) e fazer sempre o melhor (31%) são diferenciais.

Balança
Faltando oito dias úteis para o fim do mês,  a balança tem superávit acumulado de US$ 28,258 bilhões. Na terceira semana de julho o saldo chegou aos US$ 409 milhões, com as exportações totalizam US$ 123,392 bilhões e as importações somaram US$ 95,134 bilhões.

Clima
Previsão de uma semana com tempo parcialmente nublado com pancadas de chuvas no Leste e Agreste. No fim de semana choveu em vários municípios do sertão, já fora da chamada “quadra chuvosa”.  Vai garantindo o capim para o gado, a cana de açúcar e os hortifrutigranjeiros. Mais chuvas poderão ocorrer nos próximos dias.

Panificação
Empresários potiguares participam em São Paulo da Fipan, a maior feira de panificação e confeitaria da América Latina, a partir de hoje até sexta-feira. Destaque para o promissor mercado de food service, que movimenta cerca de R$ 170 bilhões por ano. As indústrias de vários segmentos lançam uma grande quantidade de produtos e serviços, máquinas e equipamentos.

Leite
Após auditoria interna estão sendo reorganizados os Postos de Distribuição do Programa Leite Potiguar, com medidas de correção das irregularidades constatadas, dentre essas iniciativas as condições sanitárias para funcionar como uma unidade de distribuição, conforme a legislação sanitária vigente. Das 19 unidades que tiveram a recomendação de suspensão, sete delas já estão regularizadas. O governo precisa apontar os responsáveis pelos erros.

Ambiente
O governo impõe restrições de uso a novos defensivos agrícolas, em dosagem, distância mínima e época de uso, que devem ser observadas, com o objetivo de proteger insetos polinizadores. São seis novos produtos formulados que tiveram os registros publicados ontem, no Diário Oficial da União. O ingrediente ativo sulfoxaflor, que controla pragas como pulgão, mosca-branca e psilídeo, só poderá ser usado nas lavouras brasileiras se obedecer a várias restrições.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários