Confiança sobe e desce

Publicação: 2019-06-27 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Luiz Antônio Felipe
laf@tribunadonorte.com.br

A confiança do comércio tem o primeiro resultado positivo de 2019, diz a Fundação Getulio Vargas (FGV). Em médias móveis trimestrais, o indicador cedeu 1,2 ponto, quarta queda consecutiva. O resultado positivo do indicador em junho foi influenciado pela melhora das expectativas.  Já o Índice de Confiança da Construção, da FGV, subiu 2,1 pontos em junho, para 82,8 pontos, após ter recuado 1,8 ponto no mês passado. E, de acordo com a Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Índice Nacional de Custo da Construção – M subiu 0,44% em junho, superior ao apurado em maio, de 0,09%.

Dor de cabeça
A Dívida Pública Federal volta a subir, agora 0,31% e fecha maio em R$ 3,890 trilhões. O Tesouro Nacional  prevê o pico de dívida bruta em 82,2% do PIB em 2022. Já o estoque total de crédito no Brasil subiu 0,6% em maio sobre abril, para R$ 3,287 trilhões. 

Encargos
O juro médio do rotativo do cartão de crédito sobe a 299,8% ao ano, um verdadeiro abuso dos bancos. O juro no crédito livre cai a 38,5% em maio, enquanto a taxa do cheque especial recua a 320,9%, mais duas taxas abusivas cobradas dos clientes, num ambiente de desemprego elevado e de endividamento recorde das famílias. No pimeiro trimestre as compras com cartões cresceram 17%.

Moedas
As taxas de juros têm viés de baixa, em sintonia com o dólar e com a melhora no cenário externo. O dólar operou em queda na maior parte dos negócios, enquanto o preço do petróleo voltou a subir por conta das tensões entre Estados Unidos e o Irã. Na bolsa, a oferta de ações da Petrobras é a maior do setor de óleo e gás desde 2010. A reunião do G20  dará o rumo para os próximos dias.

Contas
Mesmo com a alta das receitas, o governo central (União, Estados, municípios e Previdência) tem déficit primário de R$ 14,740 bilhões em maio.

Freio de mão puxado
 Uma pesquisa inédita do Ipea analisou o repasse de recursos federais para as organizações civis entre 2010 e 2018 e constatou que apenas 2,7% das organizações da sociedade civil receberam recursos federais.  Das 820 mil organizações da sociedade civil (OSCs) em atividade no Brasil, 22 mil (2,7%) receberam recursos. O repasse a essas entidades, um total de R$ 118,5 bilhões nesse período, é equivalente a 0,5% do orçamentoda União. Além do valor reduzido em comparação ao orçamento total do governo federal, o estudo aponta tendência de queda no número de repasses desde 2010. Nesse ano, 14% dos empenhos foram destinados às organizações sociais e, em 2018, esse percentual caiu para 9,8%.

Sem crédito
O indicador CNDL/SPC Brasil revela que, em abril, dois em cada dez consumidores tiveram crédito negado. Um percentual muito baixo. Para 41% desses consumidores os juros estão mais caros e 52% não usaram crédito em abril.

Lotecas
Desde ontem a Caixa Econômica implantou um pacote de melhorias para a rede lotérica. Os benefícios incluem diversos reajustes de remunerações, entre outros. O limite de saque para os clientes Caixa e BNB nas lotéricas subiu de R$ 1,5 mil para R$ 2 mil. O pacote de melhorias traz um aumento médio de 6%, superior à inflação do período, que foi de 4.6%. Serão implementadas ações como a aceitação do cartão de débito e crédito.

Franquia (I) 
Com DNA potiguar, as Óticas Diniz – a maior rede do varejo óptico do Brasil – acaba de receber o  prêmio “Melhores Franquias do Brasil 2019”. Concedido anualmente pela revista “Pequenas Empresas & Grandes Negócios”, da Editora Globo, a premiação é organizada e auditada em parceria com a Serasa Experian. Na cerimônia  terça-feira (26), em São Paulo, a marca conquistou o selo cinco estrelas.

Franquia (II)
O Partage Shopping participa, como expositora na ABF 2019, até sábado (29), no Expo Center Norte, em São Paulo. Com 9 empreendimentos no portfólio, a empresa investe na abertura e expansão de franquias de diversos segmentos. Em relação ao número total de lojas contratadas na rede em 2019, 40% são lojas de franquias nacionais

Leite
O 30º torneio leiteiro na Megaleite, realizado em Belo Horizonte, foi marcado por quebra de recordes de produção. Na competição da raça Girolando, a vaca Girolando 1837 Ametista Mountfield Tannus bateu o recorde da categoria e sagrou-se Grande Campeã de 2019, ao  produzir um total de 291,170 kg/leite e média de 97,057 kg/leite.






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários