Contador nega versão de Glaucos sobre aluguéis

Publicação: 2017-10-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
São Paulo (AE) - Em declaração por escrito assinada e registrada em cartório, o contador João Muniz Leite contradisse o engenheiro Glaucos Costamarques e afirmou que recebeu dele comprovantes referentes aos pagamentos de aluguéis no período entre 2011 e 2015 do apartamento 121 do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo, que é utilizado pelo ex-presidente Luiz Inácio lula da Silva. Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, Glaucos afirmou que não recebeu pagamentos referentes aos aluguéis deste período.

Ontem, a defesa de Lula afirmou que vai apresentar os originais dos recibos dos alugueis. Outro documento entregue a Moro contradiz a informação fornecida por Glaucos em depoimento, de que os pagamentos só passaram a ser feitos após visitas do advogado de Lula, Roberto Teixeira, e de João Muniz. A visita do advogado teria acontecido, segundo ele, em novembro de 2015, e a do contador no mês seguinte.

O hospital Sírio-Libanês afirmou, entretanto, não ter registrado a entrada de Teixeira no período citado. De acordo com o hospital, apenas o contador fez três visitas a Glaucos, a primeira em no dia 3 de dezembro de 2015 e as outras nos dois dias seguintes. O contador disse que recebia do engenheiro, "periodicamente, os recibos relativos aos pagamentos dos aluuéis.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários