Contos para ler em luz de lamparinas

Publicação: 2019-10-30 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A escritora Diulinda Garcia dá um tempo na poesia para explorar o texto em prosa em seu mais novo livro, “Sob a luz das lamparinas”, o sétimo na carreira, sendo o primeiro de contos. A obra está sendo publicada pela editora CJA e o lançamento acontece nesta quarta-feira (30), das 18h às 21h, na Galeria Fernando Chiriboga (Midwal Mall).

Prosa Sob a luz das lamparinas reúne 64 contos sobre diversos temas
Prosa "Sob a luz das lamparinas" reúne 64 contos sobre diversos temas

“Sob a luz das lamparinas” é composto de 64 contos. Os textos são recentes e se comunicam com a atualidade. Nas palavras da autora, “reúnem em sua narrativa recursos ficcionais associados à realidade de meu tempo”. Há textos referentes ao cinema, literatura, música, mas também ao feminismo e a outras questões inquietantes.

“A  minha escrita, em prosa ou em verso, se caracteriza pela multiplicidade temática, com abordagens que fazem parte da nossa realidade e que nos tiram da quietude, por isso valho-me da palavra escrita para lembrar, provocar... Enfim, fazer alguma barulho”, conta a Diulinda à TRIBUNA DO NORTE. “A escrita me permite expressar as inquietações de meu tempo. Busco através dela me fazer entender na poesia, agora na prosa”.

Depois de seis livros em poesia, Diulinda decidiu enveredar pela prosa por uma desejo de experimentar um campo não habitual pra ela e por vontade de escrever para os que gostam de prosa. “A minha poesia é multifacetada. O imaginário e o real se fundem no fazer poético. Não me canso dela, mas escrever em outro gênero me pareceu desafiador e instigante”, diz a autora, ressaltando, porém, que a poesia está sim presente seu novo livro. “Embora prosa se distancie da poesia em sua estrutura, ambas conseguem se reconhecer e se reunir. Tem alguns textos em que a prosa recorre à figuras próprias da linguagem poética, como  a metáfora e a sonoridade das frases... Em alguns de meus contos pode-se observar essa dinâmica. Portanto, a poesia se faz presente  nessa obra como se fará em outras, penso”.

Diulinda Garcia envereda pela prosa de ficção, mas não se distancia da poesia: Recorro a algumas figuras próprias da linguagem poética, como  a metáfora e a sonoridade das frases
Diulinda Garcia envereda pela prosa de ficção, mas não se distancia da poesia: “Recorro a algumas figuras próprias da linguagem poética, como  a metáfora e a sonoridade das frases"

Nascida em São João do Sabugi, criada em Gov. Dix-sept Rosado e radicada em Natal, Diulinda Garcia é graduada em Letras com Especialização em Literatura pela UFRN. Além do seu trabalho autoral, ela tem se dedicado a estudar a obra de Clarice Lispector – uma das autoras brasileiras mais em voga nos últimos anos. Perguntada sobre o por que do interesse recente na escritora de clássicos como “A Paixão Segundo G. H.” e “A Hora da Estrela”, Diulinda é sucinta: “O mistério e o desejo de chegar mais perto. Descosturar as camadas da complexa obra de Clarice, sem maiores pretensões”.

Serviço
Lançamento do livro “Sob a luz das lamparinas”, de Diulinda Garcia

Dia 30 de outubro, às 18h

Galeria Fernando Chiriboga (Midway Mall) Valor: R$ 35,00






continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários