Convocação do secretário

Publicação: 2019-05-26 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Notas & Comentários
colunanotas@tribunadonorte.com.br

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa deverá marcar, nesta semana, a data para o secretário estadual Cipriano Maia comparecer ao colegiado e apresentar explicações sobre os problemas de atendimento do Hospital Walfredo Gurgel e nas demais unidades de saúde da rede estadual.  Os deputados tomaram a decisão de fazer a convocação do secretário, após visitas aos hospitais que são geridos pelo governo estadual. Haverá muito o que explicar. Segundo o deputado Nelter Queiroz, que teve a iniciativa de propor a convocação, a presença de Ciprino Maia é necessária para que ele detalhe informações sobre “as providências que estão sendo tomadas para acabar ou diminuir as filas de pessoas que aguardam por uma cirurgia eletiva no Rio Grande do Norte e outros temas referentes a essas unidades de saúde”. 

"Como já passei por vários momentos desse tipo ou mais graves do que esse, nunca fui muito inclinado a apoiar impeachments. Continuo não sendo.”
Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República, ao conceder entrevista à Folha de São Paulo e descartar apoio a possíveis iniciativas para afastar o presidente Jair Bolsonaro. FHC destacou também que está faltando confiança no Brasil: “Em nós mesmos, no governo, no futuro do país. E o investidor sofre os efeitos disso, não põe dinheiro”. 

Repercussão nas redes 
Repercutiu nas redes sociais o episódio no qual o tenente-coronel Rodrigo Trigueiro afirmou ser vítima de um “patrulhamento digital”. A repercussão aumentou após o tenente-coronel, que foi afastado do comando do BPChoque, postar uma mensagem na qual disse que estava, com outros policiais, bebendo no “recando do guerreiro”, local no qual os policiais se confraternizam neste Batalhão.  Nas postagens, ele usa palavras chulas e aponta haver uma “patrulha vermelha que está sediada na Governadoria”. Depois, em declarações a blogs, admitiu que pode ter exagerado na postagem, mas justificou que está estressado com o patrulhamento. “Existe um grupinho vermelho na Governadoria, que fica das 7h às 19h, ‘printando’ coisas pessoais que os policiais civis e militares postam contra o governo Fátima ou contra o socialismo”, afirmou. 

“Senhor reformas”
Em uma reportagem especial sobre a atuação do ministro da Economia, Paulo Guedes, na revista Veja, um dos personagens em destaque é o secretário de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho. O texto sobre Rogério Marinho tem o título “Senhor Reforma”. “Discreto e diligente, o secretário da Previdência mantêm-se afastado dos embates mais barulhentos do governo para costurara aprovação de seus projetos”, disse a reportagem da Veja. 

Empreendimento público
O juiz federal Bruno Mirando Clementino e o diretor do Instituto Metrópole Digital Ivonildo Rego serão os palestrantes da próxima edição da Quinta Jurídica, que terá como tema “Empreendedorismo do setor do público: limites e possibilidades”. As palestras serão no dia 6 de junho, a partir das 19h, no auditório da Justiça Federal. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site www.jfrn.jus.br.

Municipalistas
O deputado estadual e presidente da Frente Parlamentar Municipalista do Rio Grande do Norte, Bernardo Amorim, confirmou que haverá uma audiência, no próxima quinta-feira, que reunirá a governadora Fátima Bezerra, secretários estaduais e a Femurn. No encontro, serão apresentadas as reivindicações dos prefeitos ao governo do Estado. 

Agilidade na recuperação
Integrantes do Judiciário preparam um pacote de medidas para agilizar o processo de recuperação judicial de empresas no País, considerado hoje excessivamente moroso. As estimativas indicam que são 567 dias (cerca de um ano e meio) entre a Justiça aceitar o pedido de recuperação de uma empresa e apreciar o plano de reestruturação por ela apresentado - aprovando-o ou rejeitando-o. Esse prazo deveria ser de, no máximo, 180 dias, indica a lei atual, aponta a Agência Estado. “Na avaliação do Judiciário, essa demora coloca em risco a sobrevivência da empresa. Quando está em situação financeira difícil e não consegue mais honrar seus pagamentos, uma companhia pode requerer a recuperação, que é uma proteção dada a ela pela Justiça contra a execução de suas dívidas”, informa a agência.

Substituição no TRE
O juiz federal Carlos Wagner Dias Ferreira integrará o plenário do Tribunal Regional Eleitoral. Ele foi escolhido pelo TRE como novo membro efetivo da Corte para assumir a função durante o biênio 2019-2021. Atualmente, a vaga é ocupada pelo juiz Francisco Glauber Pessoa Alves, que encerra o seu biênio no dia 18 de julho de 2019.











continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários