Copa do Brasil

Publicação: 2018-01-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
No próximo dia 31 começa a caminhada do futebol do RN na Copa do Brasil, com o América enfrentando o Clube Atlético Tubarão, em Santa Catarina. No dia 7 de fevereiro, o ABC entra em campo no interior do Paraná para enfrentar o Cianorte e no mesmo dia, o Globo joga em casa contra o Vitória.

Lembrando o regulamento


Nas duas primeiras fases da competição a vantagem é do time melhor ranqueado na CBF, que faz o primeiro jogo fora de casa e com a vantagem do empate. No caso específico do RN, ABC e América levam a vantagem e avançam com o empate. Ao Globo somente a vitória interessa sobre o rubro-negro baiano.

Copa do Nordeste


Dá para colocar ABC e Globo no bolo dos favoritos na Copa do Nordeste? Penso que não. Bahia, atual campeão, Vitória e Ceará são na minha avaliação os favoritos na Copa do Nordeste deste ano. Os três são os únicos entre os 16 que estão na Série A e se você fizer um retrospecto, nas quatro últimas edições, em três os campeões estavam na Primeira Divisão, Sport , Santa Cruz e Bahia.

Copa do Nordeste I


O Bahia está no grupo C com Altos-PI, Botafogo-PB e o ganhador do confronto entre Náutico e Itabaiana, que foi disputado no sábado, depois do fechamento da coluna. O Ceará chega embalado pela excelente temporada 2017, marcada pelo acesso à Série A. Está no D, com Salgueiro, CSA-AL e Sampaio Corrêa-MA.

Copa do Nordeste II


Apesar de ter feito uma Série A ruim, onde escapou do rebaixamento nas últimas, o Vitória caiu em um grupo onde desponta como o principal favorito enfrentando ABC, Globo e Ferroviário-CE, e onde em tese sem nenhum grande desafio. Uma vaga, em condições normais de pressão e temperatura é do rubro-negro baiano.

Copa do Nordeste III


Fora Bahia, Ceará e Vitória, as demais equipes se nivelam. Não vejo ABC e Globo como favoritos, podem surpreender, mas não são favoritos. CRB, Confiança, Salgueiro, Globo, ABC, Altos, Ferroviário, CSA, Sampaio, Botafogo da PB, Náutico ou Itabaiana, Treze, e Santa Cruz são incógnitas. Podem surpreender, mas penso que é muito dificil. Deste grupo aqui, o Náutico se passar pelo Itabaiana, e o Santa Cruz que sempre cresce podem destoar, mesmo reconhecendo a imprevisibilidade do futebol

Segue o jogo


A primeira rodada do Estadual será complementada neste domingo com mais dois jogos. Na Arena das Dunas, o América enfrenta o Força e Luz, e no Nogueirão, tem Potiguar x ASSU.

Tempo de jogar


Afastado dos gramados desde 13 de agosto do ano quando foi eliminado da Série D pela Juazeirense, o América tem um reencontro com a torcida, além da obrigação de largar bem no Estadual. Time de Leandro Campos teve quase dois meses de pré-temporada, teve tempo de treinar, tempo de avaliar, tempo de aprimorar, definir o padrão. Agora chegou o tempo de jogar e mostrar a competência que faltou ao longo de toda a temporada passada.

A volta do Galo


Depois de ter conquistado o título de 2001, batendo ABC e América e entrado para a história do futebol potiguar, o Corintians de Caicó amargou um período ruim que acabou tirando o Galo do Seridó do mapa do futebol do RN.

A volta do Galo I


Na quinta-feira passada, o dirigente Raimundo Inácio Lobão, agora presidente do Conselho Deliberativo do Corintians esteve reunido com José Vanildo, presidente da FNF comunicando que o Galo está pronto para voltar ao futebol.

A volta do Galo II


Segundo Lobão, o Corintians vai disputar todas as competições de base da federação, preparando assim, o time que vai participar da Segunda Divisão deste ano, em busca da vaga de acesso.

Mercado forte


A movimentação de jogadores entre clubes brasileiros e do exterior gerou mais de 1 bilhão no ano passado. O número é o resultado da soma de 170 negociações que envolveram valores, durante a última temporada.

Mercado forte I

Considerando as 130 negociações de atletas que saíram do Brasil para outros países, sendo 78 em contratações em definitivo e 52 empréstimos, o valor chegou a R$ 916.338.695,00. No caminho contrário, de clubes estrangeiros para brasileiros, a movimentação foi de R$ 227.818.261,00 segundo dados da Diretoria de Registro e Transferência da CBF.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários