Copa do Nordeste 2018

Publicação: 2017-09-10 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Marcos Lopes
lopesrn@hotmail.com

Copa do Nordeste 2018
Com 16 clubes – voltou ao formato original – a Copa do Nordeste é sem nenhum favor é um exemplo a ser copiado e que não canso de dizer está ai firme forte graças ao esforço e entrega de Eduardo Rocha que enfrentou a CBF em um momento que todos correram da raia. Tem Cristão Novo que não viveu aquele período como eu vivi, e imagina que é exagero, mas não é. Não fosse a obstinação de Eduardo Rocha e a Copa do Nordeste teria seguido o mesmo caminho dos outros regionais que foram extintos pela CBF, no maior crime cometido contra o futebol brasileiro.

O que muda para 2018
Nas últimas edições, com 20 clubes e cinco grupos na primeira fase, apenas os líderes de chave mais os três melhores segundos colocados avançavam para as quartas de final. Agora, após os jogos de ida e volta dentro dos grupos na primeira fase, os dois melhores colocados de cada chave avançarão para as quartas de final, e a partir daí, se enfrentarão também em jogos de ida e volta até a definição do campeão.

Confronto potiguar ABC e Globo estão no mesmo grupo, o B, que tem ainda o Ferroviário do Ceará e o Vitória, em tese, o grande favorito para ficar com uma vaga para a segunda fase, com a dupla potiguar brigando pela segunda. O Ferroviário corre por fora e não é favorito.

Grupo da “morte”
Sem dúvida nenhuma é o D, onde estão Ceará, Sampaio Corrêa, Salgueiro e CSA, um grupo hoje marcado por um forte equilíbrio.

Estadual Sub-19 Definidos os semifinalistas do certame que vai apontar os dois representantes do Rio Grande do Norte na Copa São Paulo do ano que vem. Os confrontos na busca do título tem América x Santa Cruz e Globo x ABC.

Quase impossível
Depois de perder por 5 a 0 dentro do casa, o Globo tenta hoje em Ponta Grossa no Paraná, quebrar todos os prognósticos e inverter a enorme vantagem que o Operário construiu no Barrettão. Ninguém pode usar o “impossível” no futebol, mas as chances do título ficar no Paraná são de 99,99%. Se o time de Luizinho Lopes conseguir inverter a vantagem e tirar a taça do Operário será a maior virada do futebol brasileiro nos últimos tempos e uma façanha para entrar para a história.

Prazo final No próximo dia 18 encerra o período de contratações para a Série B. O ABC ainda contrata? Carências existem no time hoje comandado por Itamar Schulle, o mercado apresenta opções, e resta saber se Judas Tadeu ainda arrisca ir às compras.

Dois fora O ABC agora tem uma sequencia de dois jogos fora de casa. Primeiro, o Paysandu no alçapão da Curuzu e depois, o Figueirense no Orlando Scarpelli. É mole ou quer mais ?

Recuperação importante Mesmo que ainda esteja na zona de rebaixamento, Roberto Fernandes está conseguindo uma recuperação sólida no Náutico. Time conquistou 12 pontos nos últimos 18 disputados.

E o Goiás...
Com cota de 35 milhões, vive um momento de turbulência na Série B, e a derrota para o Paraná marcou a sexta consecutiva sem vitórias na competição. Time Esmeraldino tem risco de 48% de queda, ou seja, nem sempre o dinheiro pelo dinheiro resolve.

Antecipação de cotas
O ABC explicou que antecipou 50% da cota da Copa do Brasil e solicitou o mesmo percentual de antecipação para a Liga do Nordeste, o que pode não ser o ideal, mas é normal no futebol brasileiro, ainda mais quando a antecipação se dá dentro de uma mesma gestão.

Sem patrocínio Fico imaginando o drama do América para a próxima temporada, sem perspectiva de patrocínio e com calendário “capenga”. Time da Rodrigues tem o Estadual, que financeiramente não tem peso e a Copa do Brasil, que dependendo da competência técnica pode ser um atrativo financeiro importante. Se avançar vai reforçando o caixa, se parar na primeira fase complica.

Estadual da Segunda Divisão
Um adendo chama atenção no Regulamento Específico da Segunda Divisão. Nele, fica estabelecido que “ a equipe que for rebaixada para a Segunda Divisão, poderá participar no mesmo ano (2018) do campeonato de acesso para a Primeira Divisão de 2019”, embora entenda o espírito do adendo, vejo como um prêmio à incompetência técnica. Penso que é inédito, cair e disputar o acesso na mesma temporada.

Aperfeiçoamento Presidente da CEAF, Ricardo Albuquerque está participando do Curso RAP-Fifa em São Paulo, para instrutores técnicos docentes. O curso tem atividades teóricas/práticas com instrutores internacionais, sob a supervisão de Jorge Larrionda, instrutor Fifa e membro da Comissão de Árbitros da Conmebol.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários