Covid afeta 2,1 mil trabalhadores da saúde no RN

Publicação: 2020-06-19 00:00:00
A+ A-
Ícaro Carvalho
Repórter

Em três meses de pandemia, o Rio Grande do Norte registrou  2.196 casos de Covid-19 em profissionais de saúde. O número, disponível no Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN),  corresponde a 14% do total de infectados no Estado, que é de 15.889. Uma das vítimas fatais da doença foi o médico e ex-secretário de Saúde do Estado, Adelmaro Cavalcanti, morto nesta quinta-feira, 18. Trabalhadores infectados relatam as dificuldades da doença e o Poder Público tenta compor escalas de trabalho com contratações temporárias. 

Créditos: Rodrigo Sena/Arquivo TNMédico Adelmaro Cavalcanti, ex-secretário de Estado da Saúde, morreu por complicações causadas pela covid-19 nesta quinta-feira, 18, num hospital em NatalMédico Adelmaro Cavalcanti, ex-secretário de Estado da Saúde, morreu por complicações causadas pela covid-19 nesta quinta-feira, 18, num hospital em Natal


Quem se infectou com a Covid-19 foi a médica intensivista Valéria Câmara, 45 anos. Trabalhando em três hospitais em Natal, ela foi diagnosticada com a doença em maio e retornou ao trabalho neste mês. “Desde o início da pandemia estou isolada em casa. Estou separada dos meus filhos e do meu marido. A parte mais difícil é essa”, disse. Também na linha de frente no combate à pandemia, o médico intensivista Dário Morais, 50 anos,  foi diagnosticado na terça-feira, 16. Ele espera ficar curado para voltar ao trabalho o mais breve possível. “É muito frustrante a gente fazer e não conseguir evoluir, não conseguir resultados. A gente sofre muito. Os plantões têm sido pesados. Cada morte a gente sofre”, lamentou.

Entidades representativas dos profissionais se preocupam com os índices de covid entre eles. A Cooperativa Médica do RN (Coopmed), por meio do vice-presidente Luiz Eduardo Barbalho, disse que “no momento em que você tem três médicos afastados, isso causa problemas na composição das escalas. Nós médicos não podemos parar. Há preocupação, sim, e o número de médicos infectados tem crescido sensivelmente”.

O coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde (SindSaúde-RN), Flávio Gomes, informou que o sindicato vem alertando as Secretarias de Saúde quanto ao risco da contaminação dos trabalhadores. “Para nós, garantir a segurança de todos esses trabalhadores, sejam eles na linha de frente, é central. Isso foi tema de audiências com o MP, ações judiciais. Justamente porque há três meses os gestores queriam empurrar os trabalhadores para o atendimento sem proteção”, frisou. 

De acordo com a coordenadora de recursos humanos da Sesap/RN, Elenimar Costa Bezerra, para suprir as ausências por contaminações, o Governo nomeou, desde o início da pandemia, 1.095 profissionais aprovados no concurso realizado em 2018. Outros 800 temporários foram contratados e há expectativa de convocação de outros 1.138 trabalhadores. “A gente autoriza os profissionais que estão na rede a dar plantões extras. Estamos fazendo um levantamento junto ao Setor de Saúde do trabalhador para saber quantos desses trabalhadores já tiveram a Covid e quantos voltaram”, explicou.

Já a Secretaria Municipal de Saúde de Natal disse que há uma média de 350 profissionais de saúde afastados. “Esse fato compromete os serviços em algumas unidades. Nos esforçamos para que os pacientes não sintam tanto esse impacto, pois somos cientes de nossa responsabilidade tanto com a assistência prestada, quanto com a saúde dos nossos profissionais”, disse em nota. A SMS Natal informou que já contratou 195 profissionais do último concurso e 360 do concurso temporário.

Morte
O médico anestesiologista e ex-secretário de Saúde do Rio Grande do Norte, Adelmaro Cavalcanti, morreu vítima de covid-19. A morte ocorreu na manhã desta quinta-feira, 18, no hospital Promater. Adelmaro Cavalcanti, que tinha 62 anos, estava internado desde o início do mês em decorrência de complicações da doença. Ele tinha comorbidades e estava em leito de UTI da unidade de saúde. 

O médico foi secretário de Saúde durante parte da gestão da ex-governadora Wilma de Faria. Ele chegou a disputar duas eleições, sendo a primeira em 2004, quando foi vice na chapa encabeçada por Fátima Bezerra na disputa pela Prefeitura do Natal, e a segunda em 2012, quando tentou vaga na Câmara de Natal. O corpo de Adelmaro será cremado na manhã desta sexta-feira, 19.

“A Sesap/RN se solidariza com familiares, trabalhadores e profissionais de saúde e amigos neste momento de profunda tristeza e dor. A saudade e o reconhecimento do seu trabalho estará sempre presente! Sua memória permanecerá viva! Que Deus conforte a todos (as) e que Adelmaro Cavalcanti descanse em paz", divulgou a pasta. Órgãos e entidades como a Câmara Municipal de Natal e a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Natal (CDL/Natal) emitiram notas de solidariedade em virtude da morte do ex-secretário. 





Deixe seu comentário!

Comentários