Cookie Consent
e-turismo
Críticas ao destino Natal
Publicado: 00:01:00 - 03/06/2022 Atualizado: 22:46:07 - 02/06/2022
Antonio Roberto Rocha 
antonioroberto@tribunadonorte.com.br

Um democrático porém acirrado debate encerrou na quarta-feira passada o I Seminário de Turismo de Natal, na Arena das Dunas. A finalidade foi reunir propostas para o futuro da capital potiguar enquanto destino turístico. A impressão que ficou mescla desânimo com cansaço por parte dos líderes empresarias, que reclamaram muito.

Dormitório - George Costa, diretor da Luck Natal e coordenador da Câmara Empresarial de Turismo da Fecomércio, considera Natal uma cidade-dormitório. "Temos diversas atrações no entorno. Muitos passeios sensacionais. Mas em Natal não temos nada. Como pode? Nossa cidade já tem um milhão de habitantes. O que o turista faz na capital potiguar? Dorme, depois de um dia de passeio em outros municípios", reclama o empresário.

Abandono - O presidente da ABIH- RN, Abdon Gosson, foi mais contundente. "Eu não levaria minha filha a uma praia de Natal. Todas têm insegurança e mau cheiro proveniente dos péssimos banheiros na calçada, sem contar os ratos que circulam pelas pedras em Ponta Negra. É um absurdo. Quando Natal completou 400 anos, em 1999, eu até acreditei em melhorias. Mas não vieram. Teremos que esperar mais 400 anos?", indagou Gosson.

Desemprego - Já Habib Chalita, presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do RN, teme pelo desemprego no setor na capital potiguar, e constata. "É incrível como Natal não tem sequer um parque temático. Não tem novidade para o turista retornar", reitera.

Ético - O secretário de Turismo de Natal, Fernando Fernandes, responsável pelo seminário, foi ético nas constatações. Ele concordou com algumas posições dos líderes classistas, mas enumerou e defendeu os projetos exitosos da Prefeitura de Natal, assim como a gestão Álvaro Dias. Fernandes ressaltou ainda - e todos concordaram - que os avanços no setor de Turismo, enquanto iniciativa pública, costumam ser lentos.

RN na EBS, evento de Turismo Mice
O RN participou com estande próprio do Evento Business Show (EBS), que se realizou na quarta e quinta-feira em São Paulo. Estiveram presentes representantes do Centro de Convenções de Natal, do Natal CVB, Pipa CVB e do trade potiguar do segmento Mice. A EBS é considerada a maior exposição, conferência e rodada de negócios do país para as áreas de eventos, incentivo e T & D (Treinamento e 
Desenvolvimento). 

"Participar de feiras como a EBS posiciona o Rio Grande do Norte como destino em potencial para o segmento Mice, fortalecendo a promoção do Estado e reforçando a importância de captar esse tipo de turista. Além, é claro, de enfatizar o Centro de Convenções de Natal como espaço capacitado para sediar eventos”, ressalta Ângela Braga, diretora operacional do Centro de Convenções de Natal.

Agentes do Paraná visitam Natal e Pipa
O Rio Grande do Norte está recebendo, até segunda-feira (6), 20 agentes de viagem da operadora Personal Brasil, da região Sul do país. Estão vivenciando as experiências turísticas potiguares. O grupo veio de Londrina, Maringá e Curitiba, todas no Paraná. O roteiro inclui Natal e Pipa.

A Emprotur realizou ontem uma capacitação com os agentes, mostrando os diferenciais competitivos do destino. Não custa lembrar: a partir deste mês Natal passará a contar com um voo direto semanal de Curitiba.

Pesquisa - Em maio deste ano a rede hoteleira de Natal teve ocupação média de 38,4%. Se comparada com o mesmo mês em 2019, antes da pandemia, aponta para uma queda de 11,7%. Já em relação a 2021, a hotelaria teve uma pequena melhora, atingindo 12% a mais dos leitos ocupados em maio.

Tap amplia a malha aérea
Com a chegada do verão europeu e, com ele, muitos brasileiros querendo viajar para desfrutar das temperaturas amenas no velho continente, a Tap reforça ainda mais sua operação aérea no Brasil, chegando a 74 voos por semana até 30 de setembro. 

88% da pré-pandemia - Carlos Antunes, diretor regional para a América Latina, comenta que a Tap já está com cerca de 88% da capacidade na pré-pandemia. "Temos uma rede com 70 destinos em todo o mundo e agora 74 voos por semana para o Brasil.”

Rotas - Atualmente, a Tap liga Brasil a Portugal com voos diretos de São Paulo, Rio de Janeiro, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Natal, Maceió, Porto Alegre, Recife e Salvador, além de conectar o Porto a São Paulo e Rio de Janeiro. 

Natal - A capital potiguar continua com cinco voos semanais da Tap na rota Natal-Lisboa. A oferta não é tão grande, já que as aeronaves são o Airbus 321 Neo, que acomoda 170 passageiros e só tem um corredor central. A classe executiva, por exemplo, não é mais tão confortável como a do Airbus 330, que atendia o mercado de Natal

Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte