Crise gera renúncias no Potiguar/M

Publicação: 2021-03-03 00:00:00
A crise se instalou por completo dentro do Potiguar. Frente a situação de incertezas dentro do clube, o gerente de futebol José Neto da Silva, que vinha sendo um dos nomes visados em protestos dos torcedores, se desligou do Alvirrubro assim como o goleiro Alan Roque, os zagueiros Weverson e Neves, bem como volante Ives também pediram para sair. O presidente Benjamin Machado, foi outro que reuniu de forma extraordinária o conselho, para entregar a carta de renúncia. ao presidente do conselho deliberativo, Gregório Rosado Lajes. 

Na semana passada, nas vésperas do jogo contra o Assu, o lateral-esquerda Teles já havia pedido desligamento admitindo que o “clima estava pesado” dentro do grupo. A situação complicou ainda mais com a goleada sofrida para o Camaleão, por 4 a 0. Ela se misturou com suspeitas de que o clube estaria envolvido com a máfia de resultados. Sem conseguir controlar mais a situação, fontes ligadas ao Potiguar disseram que Benjamin resolveu entregar o cargo.

Se confirmada a renúncia de Benjamim, o vice, Francisco Antônio, assume. Mas o dirigente deve seguir o mesmo destino do ex, então caberá ao presidente do Conselho Deliberativo, Gregório Rosado Jales, indicar um novo presidente ou promover novas  eleições para mandato “tampão”.

Quem assumir o alvirrubro nas atuais circunstâncias, terá muito trabalho pela frente. O novo presidente terá de contratar um novo treinador, repor peças.

Frente a saída de alguns atletas, a nova direção vai tentar o adiamento do confronto pela terceira rodada junto a FNF.