Crise

Publicação: 2019-12-14 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Esportes de Primeira
itamar@tribunadonorte.com.br

Crise
É inegável que já anos o Brasil encara uma crise econômica brutal. No entanto, boa parte dos que conseguem sucesso em tempos ruins dizem que esse tipo de momento apresenta boas oportunidades para crescimento. Uma pesquisa divulgada pelo IBOPE Repucom reforça essa tese. O estudo, divulgado nessa semana, aponta que: ao longo de 2019, os 20 clubes da Série A estamparam 144 patrocinadores diferentes em seus uniformes, um crescimento de 30%em relação ao ano anterior (111 marcas) e uma média de mais de sete marcas por clube ante cinco do ano anterior.

Crise 1
Ou seja, mesmo em baixa, com empresas partindo para o que chamam de desinvestimento, houve e há espaço para crescimento. No entanto, também fica claro que, em tempos de maré ruim, os investidores ficam mais exigentes. Eles não jogam dinheiro “no lixo”, não fazem caridades de nem apostam em instituições desorganizadas, com gestões amadoras e sem projetos consistentes.

Crise 2
O velho ditado: “Farinha pouca, meu pirão primeiro”, torna-se uma máxima quando o mercado encolhe. As disputas por investidores tornam-se insanas e aquele capaz de demonstrar o quanto sua marca pode agregar a determinado produto sai na frente. Imaginem o quanto isso se aplica no caso do futebol potiguar. Ou seja, ou se organiza, ou viverá de migalhas, sobras.

Crise 3
O estudo do IBOPE aponta que áreas da economia investiram no futebol e pode servir como rumo na busca por recursos. O setor financeiro, que foi o quinto em volume de marcas em 2017, passando para segundo em volume de marcas em 2018, tornou-se em 2019 o setor com maior volume de marcas investindo em patrocínio em camisas na Série A. Seja com bancos tradicionais e digitais, financeiras, consórcios, capitalização, seguros ou meios de pagamento, o setor financeiro atingiu o volume de 23 marcas diferentes investindo na elite do futebol nacional no ano. Os bancos digitais, inclusive, foi a categoria que mais aproveitou a saída da Caixa, como exemplo temos o BS2 no Flamengo, Banco BMG no Atlético Mineiro e Digi+ no Athletico Paranaense e Cruzeiro, diz o IBOPE.

Crise 4
O material ainda contempla uma análise sobre o segmento de apostas esportivas que, mesmo iniciando este ano, já marcaram presença estampando suas marcas em 13 times da Série A, e já são o sexto setor em volume de marcas mais fortes do patrocínio em camisa da Série A. No material também abordamos o movimento das marcas próprias de material esportivo, modelo adotado por 20% dos clubes do Brasileirão.

Expectativa
Finalmente teremos um atleta potiguar, de novo, em uma Olimpíada encontro chances de subir ao pódio. A classificação de Ítalo Ferreira representa muito para o esporte do Rio Grande do Norte, que será representado em Tóquio 2020, no surfe. A vaga do jovem de Baía Formosa também trará esperança para os nossos pequenos surfistas que lutam diariamente, com pouco ou nenhum apoio, para mostrar seu talento.

Ciclo
Hoje (14) acontecerá o Ciclo Histórico, evento que se configura como um passeio ciclístico, de caráter educativo, de lazer e cultural, que será realizado pelo curso superior de gestão desportiva e de lazer do IFRN Cidade Alta, em parceria com as Secretarias Municipais de Esporte e Lazer (SEL), Mobilidade Urbana (STTU) e Turismo (Setur), além da Associação dos Ciclistas do Rio Grande do Norte (Acirn). As bicicletas circularão pelas ruas dos monumentos históricos da cidade de Natal, seguindo o roteiro dos bairros Cidade Alta, Ribeira e Rocas.

Ciclo 1
A concentração dos ciclistas será às 14h30 no prédio centenário do IFRN da Cidade Alta, situado na Av. Rio Branco, nº 743. A partir das 15h30, os participantes farão um percurso que atravessa 11 monumentos históricos da cidade, finalizando com o pôr do sol do rio Potengi, em frente ao Monumento histórico e religioso Pedra do Rosário. Na última localidade do trajeto, haverá apresentações musicais com Manul Lira e Banda 4S.

Ciclo 2
Todo o passeio terá acompanhamento de guia de turismo, batedores da STTU, parada para hidratação e sorteio de brindes, somando um percurso total de 5,5km. O Ciclo Histórico de Natal se constitui como um espaço de estímulo ao uso da bicicleta, como modal de deslocamento urbano e de acesso à cidade, utilizando-a também como equipamento de lazer, de caráter popular.

Parabéns 
Em tempo de parabenizar ao médico Roberto Vital, que assumiu uma vaga na Academia de Medicina do Rio Grande do Norte.

Animação
Bom ver a animação de Alex Padang com o América. Interessante foi ver que a resposta ao dirigente americano não veio de um Carola abecedista. Precisou que Diá, técnico do Alvinegro, falasse pelo clube. Parece que Flávio Anselmo faz falta pelas bandas de Ponta Negra.

Inegável
É inegável que os nomes no América, para início de temporada, parecem melhores que no ABC. Além dos reforços, o time manteve uma boa base com jogadores importantes. O Alvirrubro sai na frente nessa corrida 2020.





continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários