Cookie Consent
Natal
Custo de casa de veraneio dobra no RN
Publicado: 00:00:00 - 05/12/2021 Atualizado: 09:30:39 - 06/12/2021
Os preços de imóveis de aluguel  por temporada dispararam no Rio Grande Norte e, em muitos casos, o aumento registrado em relação ao período pré-pandêmico é de 100%. Segundo a  Carpediem Homes, administradora de imóveis de temporada do Nordeste com atuação no Estado,  os valores para a locação  em janeiro de 2022 variam de R$ 15 mil a R$ 100 mil. A empresa estima que haja cerca de 3 mil imóveis-temporada no RN. A maioria está localizada em Natal e Pipa.

Alex Régis
Valores para locação em janeiro de 2022 devem variar de R$ 15 mil a até R$ 100 mil. Principais opções disponíveis estão na Região Metrolitana e em Pipa

Valores para locação em janeiro de 2022 devem variar de R$ 15 mil a até R$ 100 mil. Principais opções disponíveis estão na Região Metrolitana e em Pipa


Samuel Gondin, sócio da Carpediem Homes, explica que a disparada nos preços se dá em razão da alta procura, decorrente de uma demanda reprimida provocada pela pandemia de covid-19. Segundo ele, outro fator responsável pela escalada de preços  é o câmbio, que obrigou as famílias a optarem por destinos nacionais. 

“A ocupação deste veraneio é ligeiramente proporcional a anos anteriores e varia de 80% a 90%. A grande mudança está nos preços, que são absurdamente maiores. Quem não viajou está querendo viajar agora. É uma demanda reprimida do Turismo”, afirma.

“Se antes da pandemia, o aluguel de uma casa custava R$ 30 mil,  agora custa R$ 60 mil. O tíquete médio está muito mais alto. Os preços dobraram”, detalha Gondim. Segundo ele, dos cerca de 3  mil imóveis-temporada do Estado, a estimativa é que ,1,6 mil estão em Natal e 1,2 mil em Pipa. “Para o Réveillon, Pipa está com 100% de ocupação”, relata.

Mesmo com o aumento nos preços, Samuel Gondim aposta que em um mercado com grande tendência de crescimento, atestada pelos números. “Tem muito proprietário fazendo uma receita extra na pandemia. São pessoas que perderam renda tradicional e usam o imóvel para fazer esse dinheiro extra. É um mercado que veio para ficar, com um crescimento de 6% ao trimestre, no Brasil e no Nordeste”, comemora.

A estudante Fernanda Beatriz, de 21 anos, tem uma opção para fugir dos preços altos. Ela está em preparação para o veraneio em Tibau dos Sul, a exemplo do que faz há cinco anos. Fernanda deve se mudar com a família para a região na segunda quinzena de dezembro, mas vai ficar hospedada na casa da avó, que fica nas proximidades de Pipa. A ideia, segundo ela, é curtir a estação em um 'point' novo.

Alex Régis
Prefeituras dos principais destinos de veraneio do RN começaram a preparar as praias para receberem os veranistas

Prefeituras dos principais destinos de veraneio do RN começaram a preparar as praias para receberem os veranistas


“Além das praias, todo mundo acaba indo curtir o verão naquela área. Então, a gente consegue conhecer novas pessoas, novas culturas e dá para participar de eventos diferentes daqueles que acontecem aqui em Natal. É um point novo, para diferenciar de tudo aquilo que a gente já vivenciou durante o ano”, afirma.

Fernanda disse que o avanço da vacinação contra a covid-19 fez com que ela e a família ficassem mais confiantes em curtir o veraneio na região, que costuma ficar lotada na alta estação. “Todo mundo que vai para a casa da minha avó já está totalmente vacinado. Isso me dá uma certa segurança. E a gente vai tomar alguns cuidados, como o uso de máscaras. Além disso,  vamos evitar aglomerações”, pontua.

Municípios preparam as praias

Com a proximidade da alta estação, as prefeituras dos principais destinos utilizados para veraneio no Rio Grande do Norte começam a planejar ações para este que é o período mais concorrido no litoral potiguar. Em Parnamirim, os preparativos já começaram e a Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Urbano deverá divulgar a programação, que envolve atividades esportivas e de lazer, em breve.

De acordo com Daniel Américo, titular da pasta, o objetivo é promover o litoral do Município junto à Grande Natal e aos demais estados do Nordeste. “Vamos intensificar os serviços de iluminação e manutenção e reforçar a limpeza do litoral, que já iniciou. A Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana também vai intensificar a atenção com o trânsito e segurança nas praias do nosso litoral”, afirmou o secretário ao ser questionado quais estratégias estão sendo adotadas para a preparação.

Esta semana, a TRIBUNA DO NORTE foi até Pirangi do Norte, uma das praias mais agitadas de Parnamirim durante o verão. As casas à beira-mar, utilizadas por famílias para o veraneio, ainda estão vazias. Muitas delas recebiam reparos, como pinturas e outros pequenos retoques. São os últimos ajustes para a chegada de quem deverá mudar-se, temporariamente, para a região nos próximos dias. 

“Esse verão vai ser o melhor dos últimos anos aqui em Pirangi. As pessoas passaram muito tempo em casa por causa da pandemia, então, elas querem muito vim para cá. Aqui a praia é boa, o local é tranquilo, acolhedor e tem o cajueiro, que fazem com que as pessoas queiram estar aqui”, comentou o servidor aposentado, João Maria Pereira, de 60 anos.

Ele estava acompanhado da esposa, do filho e de um amigo. Frequentador assíduo de Pirangi há dez anos, João resolveu aproveitar a visita do amigo, que veio de Brasília, para uma passagem rápida na praia.

“São vários fatores que fazem com que as pessoas queiram estar aqui este ano. Além das belezas naturais, temos que levar em conta que, ano passado, nós tivemos muitas restrições. Não era permitido o banho de mar, por exemplo. Mas depois do dia 20 [de dezembro] isso aqui vai ficar cheio”, presume o aposentado.

O vendedor Jandir Rodrigues, de 56 anos, trabalha na região há 20 anos. Depois de um 2020 de praia vazia por causa da crise sanitária, ele aposta numa temporada de muito movimento, a partir do Natal.

“As casas aqui ficam todas lotadas. Agora está vazio porque o pessoal só começa a se mudar para cá mais para o final do mês. São casas que os donos não alugam. Uma ou outra [casa], eles colocam para aluguel, mas a maioria é para as próprias famílias, que vêm passar o verão em Pirangi”, conta.

A expectativa é tão boa, que Jurandir planeja abrir o ponto de vendas à noite, de quinta a sábado, já nos próximos dias. Atualmente, o espaço, onde são vendidos alimentos como pastel, peixe frito, caranguejo e carne de sol, fica aberto de domingo a domingo, apenas durante o dia.

Em Extremoz, a Prefeitura esclareceu que avalia o cenário pandêmico do Município para montar uma estratégia para o verão 2022. A Festa de Réveillon da cidade foi cancelada, por causa do aumento de casos de covid-19 no Estado e também por preocupações com o surgimento da variante Ômicron.

“De antemão, estamos nos preparando com ações de conscientização, para que possamos viver um veraneio com toda segurança necessária. Pretendemos seguir os decretos para prepararmos a chegada do veraneio seguindo todos os protocolos de saúde”, disse a Prefeitura em Nota.

Em Nísia Floresta, a expectativa da Secretaria de Turismo é pela volta dos veranistas. “Com o aumento do número de vacinados, as pessoas estão mais seguras para irem às praias”, esclareceu a pasta, que afirmou estar ampliando a coleta de lixo, a iluminação e a segurança no litoral do Município em razão da chegada do veraneio.

Secretarias criam ações de combate à covid-19

As secretarias de Saúde dos principais destinos de veranistas no Estado estão articulando ações de enfrentamento à pandemia de covid-19. Estão no planejamento das pastas, fiscalizações nas orlas, testagem para detecção da doença e até pontos de vacinação.
De acordo com a Secretaria de Saúde de Parnamirim (Sesad/Parnamirim), um ponto de imunização contra a covid-19 será montado na praça de Pirangi, a partir de janeiro. Serão contemplados visitantes e moradores. A pasta explica que o objetivo é avançar com o esquema vacinal no Município. As pessoas que tiveram tomado a D1 poderão procurar o local para receber a D2. Quem precisar da dose de reforço (D3), também pode buscar atendimento no ponto de vacinação.

A pasta irá reservar as quintas, sextas e sábados para a imunização no ponto montado na praça. Também serão realizadas testagens rápidas. Além disso, a Sesad deverá realizar atividades educativas sobre saúde, desenvolver ações sobre arboviroses, bem como medidas de combate à violência no trânsito.

Em Ceará-Mirim, a pasta de saúde municipal vai intensificar ações de prevenção à covid-19, a doenças sexualmente transmissíveis e a arboviroses. “Os serviços a serem ofertados são imunização contra a covid-19, testes rápidos para detecção precoce de sífilis e HIV, e distribuição de preservativos feminino e masculino”, esclareceu.

A pasta informou também que o funcionamento da UBS Muriú ocorrerá todos os dias da semana durante o veraneio, com horário diferenciado e atendimento médico, de enfermagem e odontologia. Uma equipe do SAMU estará disponível.

Em Tibau, principal destino de veraneio da Costa Branca, a Secretaria de Saúde do Município (Samus), planeja  blitzen educativas para fiscalizar o uso de máscaras em locais fechados, além de ações de incentivo à vacinação contra a covid-19.

“Estamos planejando fiscalizações na orla marítima com a Vigilância Sanitária e apoio da Polícia Militar. Donos de pousadas do Município vão receber orientações para o cumprimento de medidas sanitárias quanto à covid-19. Haverá mapeamento de grandes eventos. Para acesso a esses eventos, deve ser exigido o passaporte vacinal”, afirmou a titular da Semus, Márcia Cristina Alves.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte