Custo para tirar habilitação vai subir até 20%

Publicação: 2014-01-03 00:00:00
São Paulo (AE) - Quem quiser tirar a carteira nacional de habilitação (CNH), a partir de agora, terá de passar por cinco aulas em um simulador de direção instalado nas autoescolas. A nova regra, que entrou em vigor no dia 1º no País, vai elevar até 20% o valor gasto na emissão do documento. Antes da mudança, o interessado em obter a permissão para dirigir tinha de desembolsar, em média, R$ 1,2 mil, segundo a Federação Nacional das Autoescolas (Feneauto). Com a alteração, esse valor subirá até R$ 250.

Definida por resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a norma é válida apenas para a categoria B (habilitação para automóvel). As aulas, de 30 minutos cada, devem ser feitas obrigatoriamente antes do início da parte prática. As atividades no simulador não diminuem o número mínimo de aulas práticas exigidas: 20 aulas de 50 minutos.

As aulas simuladas também não têm caráter eliminatório. “O Detran recebe um relatório com os resultados do aluno, mas não há uma avaliação. A ideia é permitir que o estudante se familiarize com situações de risco”, diz Silvio Luiz de Oliveira, diretor de ensino de Autoescola em São Paulo.