Déficit previdenciário estadual chega a R$ 50 bilhões

Publicação: 2019-12-03 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A previdência estadual tem um déficit de R$ 50,5 bilhões. O dado foi retirado de uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e apontou o desfalque no Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado do RN (Ipern). A TRIBUNA DO NORTE publicou a informação no último dia 17 de novembro.

Segundo o estudo feito pela Corte de Contas, esse é o “montante que falta, necessário para honrar as aposentadorias e pensões dos servidores beneficiários do plano até o fim das suas vidas”.

De acordo com o relatório o montante das reservas matemáticas estimadas como necessárias para cobertura do plano de benefícios é de R$ 83,6 bilhões, mas os ativos garantidores são apenas R$ 365,4 milhões.

O relatório — elaborado com base no Demonstrativo do Resultado de Avaliação Atuarial de 2018, mas com data base de 2017 — mostra também que não existe  amortização do déficit e que “é necessário e urgente que o Instituto de Previdência apresente diversos cenários para recomposição e reequilíbrio do fundo a longo prazo, capazes de honrar com os compromissos assumidos, porque a inércia pode conduzir, infelizmente, ao colapso do sistema”.

Segundo o relatório, para cada real gasto em despesa corrente, o Regime Próprio da Previdência Social (RPPS) estadual possui apenas R$ 0,41 de receita, evidenciando situação de grave desequilíbrio financeiro. “Este resultado revela que menos da metade da proporção de benefícios é suportada pelo RPPS, sendo necessária a complementação pelo ente instituidor”, diz o estudo da Corte de Contas, a qual indica que “tal situação pode ensejar o colapso dos cofres públicos do Poder Executivo estadual”.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários