Dança em todas as línguas

Publicação: 2018-08-11 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Ramon Ribeiro
Repórter

A dança potiguar vem ganhando pouco a pouco ares internacionais. O Giradança já circulou com espetáculos pela Alemanha; a Cia de Dança do Teatro Alberto Maranhão (CDTAM) realizou apenas nesta década turnês na Alemanha, Suíça, México e no Estados Unidos; o bailarino Alexandre Américo foi sozinho representar o Brasil em um festival na Rússia e voltou de lá com prêmio na mão; o coreógrafo Clébio Oliveira, radicado na Alemanha, tem montado espetáculos pela Europa. Só para citar alguns nomes locais que tem trilhado belos caminhos mundo afora.

Conecta-México recebe Ángel Arámbula
Conecta-México recebe Ángel Arámbula

Na visão da coreógrafa e produtora cultural Diana Fontes, que no começo deste ano  integrou a comissão julgadora do prestigiado Festival de Dança de Stuttgart, o Rio Grande do Norte é um celeiro de artistas talentosos e isso tem ecoado em outros países cada vez mais. Mas ela frisa que nada é por acaso. Além da produção das companhias locais, várias articulações tem acontecido em paralelo, permitindo a vinda à Natal de curadores e coreógrafos. Diante de boas montagens e bailarinos talentosos, natural que a turma de fora faça convites para viagens internacionais.

É com isso em mente que Diana Fontes tem trabalhado. Produtora do Encontro de Dança Contemporânea, ela tem atuado ao lado de curadores e coreógrafos de outros estados e países numa articulação em rede que tem sido chamado de Danza Mundo. O conceito tem direcionado grande parte das ações do Encontro de Dança e rendido parcerias.

“Esses espaços de trocas com coreógrafos de fora, como a que o Encontro tem buscado promover, são importantes porque possibilitam parcerias. É daí que surgem boas oportunidades. Aconteceu com a gente, aconteceu com o Gira Dança. Isso só reforça que temos bons produtos aqui”, diz.

Diana Fontes: ‘Parcerias geram bons produtos’
Diana Fontes: ‘Parcerias geram bons produtos’

Um dos desdobramentos do Encontro foi a parceria com o programa Conecta-México. Por meio desse programa três bailarinos potiguares foram convidados para participar de um intercâmbio que possibilitará experiências no México, Natal e Mossoró. E as experiências já começam na próxima segunda-feira (13), quando chega à capital potiguar o bailarino mexicano Ángel Arámbula.

O bailarino vai ministrar em Natal e em Mossoró oficinas de dança contemporânea. As inscrições já estão encerradas. Mas a vinda dele também envolve uma noite de apresentações de trabalhos no Teatro de Cultura Popular (TCP), no Tirol, no dia 26 de agosto. Participam do evento, além de Ángel, as companhias locais Entre Nós, CIDA, Anísia Marques, dentre outras – o Gira Dança, como está em viagem, não terá como comparecer. As apresentações começam às 18h, com entrada no valor de R$ 10 (a bilheteria será revertida para ajudar na viagem dos bailarinos potiguares ao México).

Na parte mexicana do intercâmbio, participam os bailarinos João Alexandre, da Cia Entre Nós, de Natal, e Renata Soraya e Mattheus Zo, ambos do grupos Diocecena, de Mossoró. O convite aos três artistas partiu do produtor cultural Marcelo Zamora, argentino radicado no Brasil, membro da Rede de Produtores Culturais da América Latina e Caribe. No México, os potiguares terão aulas de dança contemporânea, clássica, história da dança e gestão cultural no Centro de Danza y Producción Escénica, assim como particparão de ensaios na Cia. Lux Boreal. O programa ainda prevê a montagem de um trabalho solo que irá circular por cidades mexicanas no mês de outubro.

O projeto é realizado com o apoio do Programa Conecta México Encontro de Dança - DANZA Mundo edição 2018, Fórum Internacional de Dança do Estado de São Paulo (FIDESP), Cia Lux Boreal e conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Natal via Programa Djalma Maranhão, Sebrae RN via Edital de Economia Criativa, Pontalmar Praia Hotel, B’Beach Resort.

Brasil, Israel e Alemanha
Diana informa que para setembro um novo intercâmbio vai mobilizar a cena de dança de Natal. Numa parceria entre Brasil, Israel e Alemanha, três coreógrafos atuantes em Israel chegam à Natal com a proposta de criar com bailarinos locais um espetáculos que vai circular pelo Brasil e Israel, em outubro. A circulação nacional vai acontecer em Curitiba e Porto Alegre, cidades que também receberão coreógrafos para montar espetáculos – nesse caso, as montagens passarão por Natal. Em novembro está prevista apresentações na Alemanha.




continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários