Daniel exalta trabalho de Tite

Publicação: 2017-10-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Se o Brasil sobrou na classificação final das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, isso se deve muito ao período em que Tite está à frente da equipe. Afinal, foram dez vitórias e dois empates em 12 jogos com o treinador no torneio classificatório, algo que o faz ser exaltado pelo torcedor e pelos seus comandados, como o lateral-direito Daniel Alves. Na visão do jogador do Paris Saint-Germain, o treinador tem grande responsabilidade pela consolidação da equipe.

Após a troca de comando, a Seleção Brasileira fez 12 jogos pelas Eliminatórias e com Tite venceu 10 partidas e empatou outras duas
Após a troca de comando, a Seleção Brasileira fez 12 jogos pelas Eliminatórias e com Tite venceu 10 partidas e empatou outras duas

“O Tite é o grande nome dessa revolução na seleção. A gente só segue o que ele diz", afirmou Daniel Alves após a vitória por 3 a 0 sobre o Chile, na noite desta terça-feira, no Allianz Parque pela rodada final do classificatório da Conmebol para o Mundial da Rússia.

Sem meias palavras, Daniel Alves apontou Tite como o principal técnico do Brasil, bem acima do nível dos demais profissionais em atividade no futebol. "O Tite está muito distante de todos os outros treinadores brasileiros", comentou Daniel Alves, que carrega a experiência de ter disputado 105 partidas pela seleção.

Na última delas, nesta terça, teve atuação discreta, mas ainda assim participou do gol que abriu o caminho para a vitória da seleção brasileira, ao cobrar a falta que culminou no gol marcado por Paulinho no começo do segundo tempo.

A sequência de grandes resultados da seleção com Tite a torna uma das favoritas para a Copa do Mundo na Rússia, mas Daniel Alves sabe que o desafio será repetir esse alto nível em 2018. E ele garante que ninguém no grupo vai se deslumbrar com esse momento positivo. "Não vamos nos empolgar com os elogios que estamos recebendo", garantiu.

Daniel Alves crdita a “revolução” no futebol ao novo comando
Daniel Alves crdita a “revolução” no futebol ao novo comando

Para assegurar que a seleção vai manter os pés no chão, Daniel Alves volta a elogiar e apontar a sua responsabilidade pelo sucesso da equipe. "O espírito desse time é mérito do Tite, e tenho certeza de que ele não vai deixar essa peteca cair até a Rússia", concluiu o lateral-direito do Paris Saint-Germain.

Argentina vai ser outra'
Uma cena rara nos vestiários da Argentina após a classificação para o Mundial da Rússia: o sorriso de Messi. Depois do semblante carregado ao longo de todas as Eliminatórias, com um longo período de silêncio, sem entrevistas, o camisa 10 se mostrou radiante após os três gols que marcou na vitória sobre o Equador por 3 a 1, na noite desta terça-feira, pela rodada final do qualificatório sul-americano para a Copa de 2018.

“Seria uma loucura ficar fora do Mundial. Para mim e para toda a Argentina. Tínhamos medo de ficar fora, mas agora a Argentina será outra", afirmou o jogador em Quito.

Assim que o árbitro brasileiro Anderson Daronco apitou o final da partida na cidade equatoriana, centenas de argentinos saíram às ruas de Buenos Aires para celebrar a classificação como se fosse um título. O craque do Barcelona revela que imaginou como seria duro um possível fracasso quando o Equador fez 1 a 0 antes mesmo de o confronto completar o seu primeiro minuto. "Começamos perdendo o jogo na altitude. Nós não merecíamos ficar fora depois de tanta luta e tanto sofrimento", afirmou.

Para Messi, a vaga na Rússia representa a afirmação do grupo e um momento de paz depois de tantas críticas. "A gente merecia ter conquistado a vaga antes, mas o grupo cresceu, ficou unido e conseguiu a vaga depois de sofrer muito. Trouxemos paz para a seleção e para o povo", disse o astro do Barcelona.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários