Dúvidas na retomada

Publicação: 2020-06-05 00:00:00
A+ A-
Luiz antônio felipe 
 laf@tribunadonorte.com.br

O Brasil poderá enfrentar um problema no início da retomada das atividades, o que os especialistas chamam de um “novo normal”. Se o consumo crescer rapidamente?  Um exemplo vem da China com o consumo de aço batendo na máxima de nove anos com forte demanda, com o  minério de ferro também subindo. Caso se repita no Brasil, a produção não está no nível de uma resposta imediata. A solução será um aumento da importação e, trazer de fora, significa buscar na China. O consumo aqui vai devagar. Os lojistas de shoppings têm vendas até 70% menores na reabertura.

Desafio
Os números apontam para uma total desarrumação da economia mundial. O Banco Central Europeu (BCE) vê grande recessão em 2020 e recuperação, apenas parcial, no próximo ano. A economia alemã deve atingir nível pré-crise no 2° semestre de 2022, enquanto a economia francesa deve ter recessão de 11%.

Poupança
Mesmo em meio dessa crise sem precedentes, a captação mensal da poupança renova recorde histórico, para qualquer mês na série histórica do Banco Central iniciada em 1995. Em maio, foram mais R$ 37,201 bilhões, em entrada líquida (depósitos menos saques). Nos cinco primeiros de 2020, a poupança ficou positiva em R$ 63,9 bilhões, ante saída de R$ 16,997 bilhões, em igual período de 2018.

Captação
Apesar do temor pelo desequilíbrio das contas públicas, o Tesouro Nacional captou US$ 3 bilhões de investidores internacionais com as menores taxas de juros em sete anos. O dinheiro veio da emissão, de US$ 1,25 bilhão em títulos da dívida externa com vencimento em junho de 2025 e de US$ 2,25 bilhões em títulos da dívida externa com vencimento em junho de 2030.

Mercado
Mais um dia de tranqüilidade no mercado. O dólar voltou a subir, agora 0,81% para R$ 5,13. A Bolsa teve alta de 0,89% fechando em 93.829 pontos. O preço do petróleo (spot) foi cotado a U$ 37,32, uma alta de +0,60%. A Petrobras aproveita e aplica um reajuste no gás de cozinha. 
 
Fundos de pensão
Um estudo da Mercer, líder global de consultoria em carreira, saúde, previdência e investimentos revela as novas tendências de investimentos de fundos de pensão nos mercados em crescimento. Uma maior alocação em ações e foco em sustentabilidade e governança são destaques apontados pela pesquisa realizada em 16 países, com investidores responsáveis por um patrimônio de cerca de US$ 5,2 bilhões. A exposição em ações cresceu de 32% em 2014 para os atuais 37%, enquanto a renda fixa vem caindo (de 57% para 49%) nos últimos seis anos.

Banco
O cliente bancário brasileiro está nas mãos de poucos. O Banco do Brasil, o Itaú Unibanco, Bradesco, Caixa Econômica e Santander concentram nada menos do que 80,7% do crédito no Brasil. Essas instituições exploram até o que pode do cliente. Apenas no cheque especial as mudanças previstas podem reduzir em R$ 7,2 bilhões as despesa dos clientes. É a estimativa do BC considerando o quanto os usuários teriam economizado em 2019 se regras que limitam cobrança de juros já estivessem em vigor e sem tarifa por limite.

Em alta
Os pedidos de falência no Brasil sobem 30% em maio ante abril, constata a empresa Boa Vista. Já as taxas que medem os pedidos de recuperação judicial e as recuperações judiciais deferidas aumentaram bem mais na comparação mensal: 68,6% e 61,5%, respectivamente. Em contrapartida, as falências decretadas caíram 3,3% no mês passado ante o anterior.

Corretor
A construtora MRV procura  corretores no Rio Grande do Norte, para reforçar sua equipe de vendas. A empresa anunciou investimentos de mais de R$ 100 milhões na construção de três novos empreendimentos em Natal. As entrevistas e treinamentos serão online. Os  interessados enviar o currículo, até 12 de junho, no: darcica.cazumba@mrv.com.br.

Previsão
O climatologista Luiz Carlos Molion, da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Molion prevê inverno rigoroso e safra com atraso nas chuvas para o Centro Oeste e Matopiba além de chuvas abaixo da média no Sul. Diz ainda que o resfriamento atípico do Pacífico não deve se intensificar com indicação apenas de um La Niña fraco.

Safra
A moagem de cana de açúcar no Sudeste e Centro Oeste, de 1° de abril até 15 de maio, atingiu 103,02 milhões de toneladas (21,67% maior). Praticamente 45,3% da cana-de-açúcar para produção de açúcar, bem acima dos 32,19% da safra anterior. O complexo sucroalcooleiro aumentou as vendas externas em abril em 45,5%, a US$ 522,17 milhões.

Cuidados 
No Rio Grande do Norte, 15,2% do total de pessoas que cuidam de alguém em casa dedicam-se a idosos. Essa é a maior proporção de todo o Brasil. O dado é do suplemento Outras Formas de Trabalho 2019, da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgado ontem pelo IBGE.   






Deixe seu comentário!

Comentários