De bloco em bloco

Publicação: 2019-06-25 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Felipe Silcler é um profissional paciente. O ator de 28 anos sabe que tudo se desenvolve no tempo certo. No ar em “Topíssima”, da Record, Felipe encara sua terceira novela. Na pele do jovem Milton, ele se sente cada vez mais seguro no “set”. “Tudo é prática. A linguagem audiovisual não é diferente. Hoje em dia, me sinto muito mais preparado e à vontade no ‘set’ de filmagem. Isso dá uma segurança maior. Acredito que, a cada novo trabalho que surgir, a evolução será uma consequência”, afirma. Na história de Cristianne Fridman, Milton é estudante de Medicina. O rapaz é apelidado de Zumbi por adorar festas e namorar e, por isso, acaba virando noites para estudar. Além disso, Milton desmaia toda vez que vê sangue. “O Zumbi é um menino que curte muito ir para as baladas e virar várias noites de sono, mas é um menino que gosta muita da Medicina também. Ele sempre está disposto a ajudar todo mundo. E acaba se envolvendo em várias tramas”, explica Felipe, que contou com a ajuda de um amigo para construir o papel.

Felipe Silcler, ator
Felipe Silcler, ator

“Meu melhor amigo faz Medicina e está no final da faculdade. Ele me ajudou muito com todos os termos técnicos e dúvidas. Também dei uma boa pesquisada sobre pessoas que tem ‘hemofobia’, que é a fobia de sangue. Vi vídeos e procurei entender bem como funciona a cabeça dessas pessoas”, completa. Para interpretar o personagem, o ator precisou neutralizar o sotaque carioca. Na história, Milton vem de São Paulo para morar no Rio de Janeiro. “O pedido foi para só neutralizar e dar uma pequena pincelada no sotaque paulista. Me preocupei com o ‘s’ e o ‘r’”, ressalta.

Outro período
Rômulo Arantes Neto estará no elenco da segunda temporada de “Filhos da Pátria”, da Globo. O último trabalho do ator havia sido em “Espelho da Vida”. Com texto de Bruno Mazzeo, a série ainda não tem data de estreia definida. As gravações já estão em andamento. A nova leva de episódios será ambientada na Era Vargas.

Além das fronteiras
A trama de “Jesus”, da Record, está conquistando sucesso fora do Brasil. Por conta da boa repercussão do folhetim em Angola e Portugal, Dudu Azevedo e Day Mesquita, que interpretaram Jesus e Maria Madalena no enredo bíblico, embarcam para Angola no fim do mês. No dia 1º de julho, eles participam de uma ação especial. O último capítulo da produção será exibido em cinemas de todo o país. Uma das salas contará com a presença dos dois atores.

Mudanças na grade
Por conta do jogo do Brasil pela Copa América, o próximo episódio de “Sob Pressão” irá ao ar, excepcionalmente, na quarta, dia 26. A Globo exibirá um episódio duplo da produção médica. Os dois episódios já estão disponíveis para os assinantes do Globoplay.

Bom desempenho
O “Hora do Faro”, que foi ao ar no último domingo, dia 23, ficou na vice-liderança na audiência da Grande São Paulo. O programa alcançou média de 7 pontos, pico de 11 pontos e “share” de 11%, na faixa das 15h45 às 19h46. A produção de Rodrigo Faro estreou o quadro “Cadê Minha Casa?”.

Malas prontas
O elenco do “Vai Que Cola”, do Multishow, embarcou para os Estados Unidos para as gravações da sétima temporada do “sitcom”. Na trama, Reginel, personagem de Luís Lobianco, após colecionar cupons durante meses, ganha o prêmio do aniversário de seis anos do Supermercado Flórida: uma viagem dos sonhos para Miami.

Foi bem
Para o desempenho de Karine Teles em “Malhação”, da Globo. Vivendo a doce Regina, a atriz está muito à vontade na trama adolescente e rende boas sequências com Roberto Bomtempo, que interpreta Max.

Foi mal  
Para a trama repetitiva de “Verão 90”. Desde o início do folhetim, Jerônimo, papel de Jesuíta Barbosa, aplica golpes fracassados. Em sua reta final, o vilão arquiteta mais um plano para se dar bem. É um círculo vicioso.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários