De olhos fechados

Publicação: 2020-01-17 00:00:00
Confiança foi a palavra que pautou o trabalho de Helena Fernandes ao longo de “Bom Sucesso”. A atriz foi convidada para o folhetim através dos autores Rosane Svartman e Paulo Halm. Por isso mesmo, ela não hesitou em aceitar o papel da vaidosa Eugênia. Helena já havia trabalhado com a dupla na temporada de “Malhação Sonhos”, exibida em 2014.

Créditos: Divulgação/Jorge BispoHelena Fernandes, atrizHelena Fernandes, atriz

“Sou apaixonada pelo trabalho deles. Qualquer personagem seria interessante. Faria qualquer projeto que eles me chamassem. A Eugênia me atraiu muito porque é uma mulher contraditória. Ela foi se refazendo ao longo da novela”, explica. Para viver Eugênia, Helena precisou ficar loura. Inicialmente, a atriz tomou um susto com o novo visual. Mas, com o tempo, foi se acostumando. “Minha alma é morena. Mas gosto de vestir a camisa da personagem. Fisicamente é muito interessante para o trabalho. Não tenho apego pelo visual. Gosto de mudar mesmo. Estou feliz loura”, afirma. Na tevê desde 1994, quando estreou em “Quatro por Quatro”, Helena valoriza bastante sua trajetória na televisão. Não à toa, ela guarda boas lembranças de cada trabalho que participou. “Todos os meus personagens foram importantes. Todos tiveram um significado especial.

 Ao longo de um projeto, você sempre descobre coisas novas”, ressalta.

Primeira viagem
A equipe de “Nos Tempos do Imperador”, próxima novela das seis, está em Minas Gerais para as primeiras gravações da trama. Com estreia prevista para o final de março, o folhetim conta com Selton Mello, Mariana Ximenes, Vera Holtz e Maria Clara Gueiros no elenco.

Bons resultados
O GNT fechou 2019 celebrando os números da primeira temporada de “Que História é Essa, Porchat?”. O programa impactou mais de 5,4 milhões de telespectadores. A produção também conquistou a maior audiência do canal, em todas as suas plataformas, em seus cinco meses de exibição. Nos perfis digitais oficiais da marca como Instagram, Facebook e Youtube, o programa já conta com mais de 89 milhões de visualizações. “Está no DNA do GNT contar histórias. Por isso apostamos tanto no programa: ele abre espaço para um diálogo leve e descontraído, em que personalidades conhecidas e anônimos compartilham situações e experiências inusitadas do cotidiano. Essa troca reflete nosso conceito ‘Gente inspira GNT’. Estamos muito contentes com todo esse reconhecimento”, vibra Fabiana Gabriel, gerente de Marketing e Digital das marcas GNT, Viva e Mais Globosat. A segunda temporada tem estreia prevista para março.

Nova dona
Sabrina Sato voltará ao ar a partir do dia 8 de março. A apresentadora da Record irá estrear à frente do novo “Domingo Show”. Reformulado, o programa contará com novos quadros e um “game” inédito na tevê brasileira.

Fim das férias
O programa “Aqui na Band” volta a ser exibido ao vivo a partir da próxima segunda, dia 20. Ao lado de Luís Ernesto Lacombe, Patrícia Maldonado irá assumir o comando da produção durante os últimos dias de férias de Silvia Poppovic, que retorna ao matinal no dia 27.

Foi bem
Para a entrada de Paulo Rocha na trama de “Éramos Seis”, da Globo. Na pele do advogado Felício, o ator movimentou o enredo da mimada Isabel, de Giullia Buscacio. Além disso, os dois atores desenvolveram um rápido entrosamento em cena.

Foi mal  
Para o catálogo de novelas disponíveis no Globoplay. Diante do vasto e histórico acervo da Globo, a emissora oferece poucas opções em seu serviço de “streaming”. Grandes sucessos e clássicos da dramaturgia estão indisponíveis para o público mais fiel ou saudosista.