Política
Débitos mais expressivos são na Saúde e Segurança
Publicado: 00:00:00 - 07/08/2013 Atualizado: 22:49:58 - 06/08/2013
A reportagem ouviu relatos de fornecedores que pediram para não serem identificados, mas que aceitaram comentar sobre os débitos. A maior parte, segundo disseram, se concentra nas Secretarias de Segurança e de Saúde. Esta semana, a TRIBUNA DO NORTE publicou reportagem sobre o aluguel das viaturas da Polícia Militar, atrasado há meses. São 220 carros locados que ficam à disposição da corporação, sendo 20 caminhonetes e 200 gols. O consórcio de seis empresas que realiza o serviço para o Estado já cobrou o dinheiro oficialmente e, segundo o comandante geral da PM, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, as terceirizadas formalizaram na semana passada o pedido de pagamento ao Governo.

Apesar de admitir as dívidas, o coronel não revelou os quantitativos. De toda forma, fontes da Polícia Militar confirmaram que as dívidas da corporação giram em torno de R$ 4,5 milhões, e se estendem também  às diárias operacionais dos policiais, atrasadas desde fevereiro. Araújo disse que já repassou as demandas necessárias à Secretaria de Planejamento (Seplan), a quem compete, segundo ele, informar os valores.

O comandante da PM também disse que os responsáveis pela Seplan afirmaram que se posicionariam acerca da resolução dos problemas ainda no mês de agosto. Mesmo assim, ele adiantou que o aluguel das viaturas custa para o Governo do Estado, anualmente, a quantia de R$ 7,1 milhões, com média mensal de R$ 596,9 mil.

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte