Decisivo

Publicação: 2020-11-21 00:00:00
Itamar Ciríaco
itamar@tribunadonorte.com.br

O fim de semana é decisivo para o futebol potiguar, apesar de não ser a última rodada da primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Neste sábado o ABC encara o Jaciobá fora de casa. Enfrentar o pior time do grupo pode garantir a liderança ao Alvinegro e uma boa vantagem em saldo de gols para os rivais no Grupo A-4. Basta lembra que, em Natal, foi 7 a 0 para os comandados de Francisco Diá. No domingo é a vez do América entrar em campo. O time de Paulinho Kobayashi recebe o Floresta na Arena das Dunas. Uma vitória simples consolida a liderança alvirrubra e dá a liberdade para poupar jogadores e administrar cartões na última rodada, contra o Campinense, em Campina Grande. Resultados ruins, para os clubes de Natal, vão obrigar a sacrifícios no jogo final desta primeira fase da competição nacional.

RN na Série A
Oito potiguares disputam a Série A do Campeonato Brasileiro, segundo levantamento feito pelo Globo Esporte.com – O Bahia, com três jogadores, é o clube que mais recebe jogadores do Rio Grande do Norte. Athletico (1), Botafogo/RJ (1), Grêmio (1), Palmeiras (1) e Atlético (GO) (1) são os outros. No total, a competição acionou 675 atletas brasileiros. Três estados não contam com representantes: Amazonas, Amapá e Rondônia. 

Milionária
A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) subiu 208 posições no ranking das maiores empresas do Brasil divulgado nesta quinta-feira (19) pela Revista Exame. A entidade, que ocupava o 942° lugar em 2019, agora aparece na posição 734 no estudo atualizado, que avaliou dados dos balanços, relativos a 2019, de mais de três mil empresas e considera o faturamento líquido total como critério para classificar as companhias. Integrante do setor ‘Clubes e Federações’, a CBF apresentou uma variação positiva de 42,7% em sua receita líquida, com um total de R$ 888,2 milhões. Para formulação de seu ranking, a Revista Exame considera a receita operacional líquida das empresas, desconsiderando por exemplo, os valores provenientes de receitas financeiras.

Milionária 1
Uma das principais referências do país, o ranking da Revista Exame consolida a CBF entre as maiores empresas do Brasil. Recentemente, em outra publicação do mesmo gênero, o Anuário Valor 1000, do Jornal Valor Econômico, a entidade também esteve presente, ocupando a posição número 649 no geral. O Prêmio Maiores e Melhores da Revista Exame completa 47 anos em 2020. A publicação avalia de forma padronizada um conjunto de indicadores contábeis e financeiros, com dados retirados do balanço ou fornecidos pelas próprias empresas. 

Milionária 2
A CBF registrou receita e investimento recordes no ano passado. A receita total foi de R$ 957 milhões, o que representou um aumento de 43,3% em relação a 2018. Este número foi alcançado, especialmente, pela elevação de três fontes de receitas da entidade: patrocínios, direitos de transmissão e comerciais e Fundo de Legado da Copa do Mundo de 2014.

Milionária 3
Mais da metade desse montante foi aplicada direta e indiretamente no futebol. Dos R$ 535 milhões investidos pela CBF em 2019, destacam-se os R$ 215 milhões aplicados no custeio das Seleções Principal, Feminina e de Base e os R$ 320 milhões investidos na realização de competições de clubes e no fomento do futebol em todos os Estados brasileiros. Combinando os anos de 2017, 2018 e 2019, os valores aportados superam R$ 1,37 bilhão.

Milionária 4
O superávit do exercício foi de R$ 190 milhões, o que reflete um aumento de 265% em relação ao ano anterior. Somando-se todos os encargos sociais e tributos federais, estaduais e municipais, a CBF recolheu aos cofres públicos o montante de R$ 189,6 milhões ao longo do exercício de 2019. O ativo total da CBF ao final de 2019 foi de R$ 1,248 bilhão, um crescimento significativo em relação ao valor de R$ 1,046 bilhão registrado no ano de 2018. 

Mulheres
Em sua quinta participação consecutiva no Sertões, o maior rali das Américas, a paulistana Sandra Dias conquistou o título principal da modalidade Regularidade e tornou-se a primeira mulher Campeã da categoria Master, ao lado do navegador paranaense Igor Quirrenbach. A dupla da FD Rally Team venceu três das cinco etapas e largou para o último dia como líder da categoria, chegando ao litoral do Maranhão, no último dia 7, no lugar mais alto do pódio.

Eleições
Buscando maior transparência em suas gestões, o número de clubes e entidades esportivas procurando por serviços de investigação financeira e revisões de compliance cresceu significativamente, de acordo com a consultoria Kroll. Segundo Ian Cook, diretor executivo da consultoria, as eleições previstas para as próximas semanas em grande parte dos clubes têm grande peso nessa procura. "Quase metade dos clubes da Série A terão novos presidentes em 2021. Com isso, criam-se oportunidades de renovação, que passam por uma avaliação de eventuais erros e irregularidades das gestões passadas e a melhoria dos controles, em busca de maior transparência e eficiência", afirma.








Os artigos publicados com assinatura não traduzem, necessariamente, a opinião da TRIBUNA DO NORTE, sendo de responsabilidade total do autor.