Delator revela pacto entre Cabral e Nuzman

Publicação: 2018-05-17 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Carlos Arthur Nuzman, ex-presidente do COB e do Comitê Organizador dos Jogos do Rio-2016, teria fechado um acordo com o ex-governador do Rio Sérgio Cabral para levar os megaeventos esportivos no País ao Rio como um trampolim para ajudar o político carioca em sua ambição de ser presidente da República.

A denúncia será apresentada pelo principal delator nas investigações sobre a suspeita de compra de votos pelo Rio para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, Eric Maleson. Vivendo nos Estados Unidos em um endereço não revelado, ele participará de uma audiência nesta quarta-feira diante do juiz federal Marcelo Bretas, por meio do Skype, software que permite comunicação pela Internet através de conexões de voz e vídeo.

O Estado apurou com exclusividade que o relato de Maleson estará baseado em anos de seu envolvimento direto no COB. Segundo ele, antes mesmo dos Jogos Pan-Americanos de 2007, ele foi informado pela direção do COB da existência de um pacto entre Nuzman e Cabral. Os eventos olímpicos seriam levados para o Rio, derrotando pretensões de outras cidades brasileiras. Isso, segundo ele, fazia parte de uma estratégia de usar o COB para garantir uma maior presença de Cabral na imprensa e ajudar a "fazer sua imagem" como um líder nacional.

Ao escolher o Rio, o COB ainda estaria violando uma posição que deveria adotar de neutralidade em relação às demais.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários