Denarc apreende 700 kg de maconha e 3 kg de cocaína em Emaús

Publicação: 2013-10-17 12:49:00 | Comentários: 1
A+ A-
A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc), realizou na manhã de hoje (17) a maior apreensão de maconha e cocaína do Rio Grande do Norte neste ano, feita pela Civil. De maconha, foram apreendidos 700 quilos, e 3 quilos de cocaína numa residência em Emaús. Dois acusados de participar da rede de tráfico foram presos e além da droga, dois revólveres, munições, veículos, objetos de valor e aproximadamente R$ 2 mil em espécie também foram apreendidos.
Pedro Andrade/ celularA ação da Denarc fez a maior apreensão de maconha e cocaína do RN em 2013A ação da Denarc fez a maior apreensão de maconha e cocaína do RN em 2013

Segundo o delegado Ulisses de Souza, da Denarc, policiais chegaram a Jussie de Araújo Santos, 23 anos, e a Amanda Amorim, 20 anos, após receber a informação de um tiroteio entre um Celta prata e um Fox branco no bairro de Emaús, em Parnamirim. Diligências levaram a uma residência na rua Aeroporto de Londrina, onde estava o Celta. O casal preso estava no imóvel onde a droga estava guardada dentro de caixas de papelão. Também foram encontrados os dois revólveres e o dinheiro apreendido.

Continuando as buscas pelo Fox branco que também estaria envolvido no tiroteio, a polícia chegou a um condomínio na avenida Maria Lacerda Montenegro, onde estava o carro e duas motocicletas. Todos os veículos foram apreendidos. O suspeito de conduzir o Fox está devidamente identificado, segundo a Denarc, e diligências estão procurando-o.

As investigações ainda não identificaram a origem e o destino da droga com precisão, mas segundo Márcio Lemos, delegado adjunto da Denarc, a droga apreendida seria distribuída pelo menos em Natal e na Região Metropolitana, podendo ser levada a outros municípios e até para outro estado. Pela quantidade de caixas vazias que foram encontradas no local, foram estimados que 1 tonelada de maconha estaria na casa.

O valor estimado pela Polícia Civil é de R$ 1 milhão, somando a estimativa de custo da droga e dos objetos apreendidos.

Recorde

A apreensão da manhã de hoje foi apontada como a maior do ano feita pela Polícia Civil no RN. O delegado Ulisses de Souza, titular da Denarc, diz que, até o dia 10 de outubro deste ano, foram contabilizados 600 kg de maconha apreendidos e 3 quilos de cocaína. Com a nova captura, a quantidade de cocaína dobrou e a de maconha teve aumento de aproximadamente 116%.

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários

  • bzaquino

    Os policiais deveriam receber um bônus em dinheiro por cada grama de droga e arma apreendidas, como ocorrem em outros estado do Brasil. Seria um incentivo a mais, mas pelo visto, os "grandes" não tem interesse. Menos droga, menos viciados, menos violência. Deus seja louvado!!!