Depurando queijos e aventuras

Publicação: 2019-01-04 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
O técnico em laticínio Raoni Carbogim tem paladar apurado para queijos e suas combinações, mas fora desse cardápio, é adepto de programas em família. “Já que passo a semana dando consultorias em diversas cidades do estado, aproveito o fim de semana com minha esposa Nara e meu filho Nicolas de 3 anos. Somos um pouco aventureiros e estamos introduzindo opções de programa em família mais ao ar livre”, diz.

Raoni Carbogim, Gastrólogo e técnico em laticínio
Raoni Carbogim, Gastrólogo e técnico em laticínio

Programas voltados para mata (cachoeira, fazendas, trilhas, camping) e litoral  (praias, lagoas e parques) são os favoritos da família. “Atualmente o programa litorâneo está para praia de Camurupim, pois podemos desfrutar de um lugar calmo pela formação de corais que proporciona áreas sem ondas.  E próximo ali, temos a lagoa de Arituba, uma opção de um ótimo prato típico é um caranguejo no coco e um caldo de ostra na toca do caranguejo em Pirangi. Para o litoral norte temos a lagoa de Pitangui e praia de Pitangui, onde podemos desfrutar de um delicioso peixe frito no restaurante Cabrito na Praia, com as ondas quebrando ao pé do restaurante.

Uma hamburgueria que ganhou nosso paladar foi a Rapadura Burguer, e como adoramos peixes e cozinha japonesa, uma boa pedida é o Lotus Japanese Fusion Cuisine, ambiente, musica, culinária. Para bar, como temos filho, indico o Integra Petiscaria em Candelária, espaço kids com segurança e monitores atenciosos, música ao vivo, churrasco, petiscos (camarão ao gergelim, costela suína), e drinks.

Em cinema sou bem eclético, mas um dos que mais gosto é Uma Mente Brilhante, que mostra a vida de um esquizofrênico que consegue lidar com sua doença e um seriado que não perco uma temporada com minha esposa é seriado 'Atypical', na Netflix.

Estou com dois clientes de queijos artesanais que estão investindo em turismo gastronômico, onde a família possa visitar a queijeira artesanal e pode desfrutar do ambiente da fazenda, observar desde a produção do leite, a fabricação do queijo e saborear preparações caseiras com o máximo de ingredientes colhidos e preparado neste ambiente, sendo uma experiência única e imagino que possamos fazer a rotas das queijeiras artesanais do Rio Grande do Norte como vemos no sul e sudeste. Infelizmente Natal só fornece dois parques que poderiam ser bem mais explorados.”


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários