Deputado federal pelo RN defende limpeza no PSL e cobra lealdade

Publicação: 2019-10-18 08:35:00 | Comentários: 0
A+ A-
O deputado federal Eliéser Girão, o General Girão, eleito pelo PSL no Rio Grande do Norte, foi um dos deputados que queria a mudança na liderança do partido na Câmara dos Deputados. Em meio à crise política que se instalou dentro da legenda, o deputado diz que quem não for aliado de Bolsonaro não é bem-vindo na legenda.
General Girão, do PSL
Deputado Federal General Girão, do PSL do RN

Na noite do dia 16, Girão publicou vídeo apoiando a indicação de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, para liderança do PSL na Câmara dos Deputados, em substituição ao deputado Delegado Waldir, atual líder. Após idas e vindas com três listas com assinaturas entregues na Câmara, o atual líder conseguiu permanecer no cargo e adotou discurso conciliador. Porém, Girão seguiu incisivo nas redes sociais.

"Missão para colocarmos nosso PSL no rumo certo. Somos base de apoio ao presidente Bolsonaro: os que se acharem assim serão bem-vindos. Os demais, podem tomar o seu rumo. O que nos importa é Qualidade, Lealdade e Respeito, com Ética e Transparência. Por isso, fomos eleitos", postou o deputado, mesmo após a decisão que manteve Delegado Waldir como líder do PSL.

Ainda nas redes, Girão respondeu a um seguidor que criticou a postura do atual líder e chamou Delegado Waldir de cara de pau ao definir o embate com os aliados de Bolsonaro como uma "briga de casal". Girão disse que "ainda é tempo de limpezas" e que "ninguém consegue enganar todos por muito tempo".

"Em nossa eleição de 2018, por mudanças no Brasil, alguns foram eleitos na força da Onda Bolsonaro. Ainda é tempo de limpezas. Ninguém consegue enganar todos pr muito tempo. Somos determinados nessa guinada à direita. Não entendeu? Então, vá procurar outro. Queremos qualidade", postou o deputado.

Deputado federal pelo PSL, Eliézer Girão é nascido em Fortaleza e chegou ao Rio Grande do Norte em 2014, quando foi secretário de Segurança do governo de Rosalba Ciarlini. Entre 2016 e 2018, foi secretário de Segurança Pública, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Trânsito de Mossoró, antes de se candidatar a deputado federal pelo estado, sendo eleito com 81.640 votos.




continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários