Política
Despedida de um vocacionado à conciliação
Publicado: 00:00:00 - 09/11/2021 Atualizado: 00:21:06 - 09/11/2021
Familiares, amigos e colegas de profissão se despediram, ontem, do educador Luiz Eduardo Carneiro Costa, que morreu na noite do último domingo (07), vítima de complicações da Covid-19. Ele foi secretário de Educação, de Assistência Social e do Gabinete Civil do Rio Grande do Norte. O velório e sepultamento aconteceu no Morada da Paz, em Emaús, Parnamirim, e reuniu muitos amigos e políticos que trabalharam com Luiz Eduardo. 

ALEX REGIS
Familiares e amigos se despediram do educador Luiz Eduardo Carneiro Costa, que foi secretário de Educação, de Assistência Social e do Gabinete Civil

Familiares e amigos se despediram do educador Luiz Eduardo Carneiro Costa, que foi secretário de Educação, de Assistência Social e do Gabinete Civil


Luiz Eduardo estava há seis meses em tratamento intensivo contra a Covid e com respiração artificial. Em dado momento do tratamento, chegou a ser extubado, mas teve pioras significativas e não resistiu, falecendo no Hospital da Unimed, onde recebeu tratamento durante todo o período em que esteve internado. O educador deixa a esposa, dois filhos e um neto. 

O filho mais novo do ex-secretário de Educação, Eduardo Felipe Borges Carneiro Costa, diretor de Atos e Execuções da Corte de Contas do TCE, 42 anos, disse que o pai trabalhou intensamente pela educação do Estado e que Luiz Eduardo deixa um legado na administração pública. Ele era formado em Direito pela UFRN e foi professor da instituição. Além das gestões como secretário, foi delegado do Ministério da Educação no Rio Grande do Norte (MEC). 

“Meu pai era reconhecidamente uma pessoa conciliadora. Tinha amigos em todos os aspectos políticos, sociais e econômicos. Ele aglutinava onde chegava. O grande legado dele é essa bondade, a aptidão em gerar amizades, e na vida pública sem dúvida é a retidão. É um dos maiores responsáveis por construir a rede de ensino pública que temos. Era um dos orgulhos dele”, citou.  

Durante o velório do professor Luiz Eduardo, o ex-governador e ex-senador Garibaldi Filho disse da admiração de todos pela personalidade do professor e a sua generosidade desde do tempo que era aluno interno do Colégio Marista. 

“Isso persistiu na sua trajetória nos cargos públicos que exerceu depois como secretário de Educação do município e do Estado dialogando com todos chegando a frequentar comigo uma greve de professores. Fato realmente inusitado. Luiz, na verdade, se constituía, uma verdadeira unanimidade naqueles tempos belicosos”, disse Garibaldi Alves Filho. 

Garibaldi Filho destacou a admiração de todos pela personalidade do professor. Ele  citou a generosidade desde o tempo em que era aluno interno do Colégio Marista, o que “persistiu na sua trajetória nos cargos públicos que exerceu depois como secretário de Educação do município e do Estado, sempre dialogando”. 

A governadora Fátima Bezerra, companheira de chapa em 2008, disse em sua conta no Twitter que Luiz Eduardo “era um amigo muito querido, nutríamos de um bem querer mútuo. Nossa relação sempre foi pautada pelo respeito e diálogo, uma de suas marcas registradas”. 

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), também manifestou votos de pesar para a família do ex-secretário de Educação. “Depois de um longo processo de internação, Natal perdeu a presença sempre cordata do professor Luíz Eduardo Carneiro Costa. Ex-secretário de Educação de Natal e do Estado, Luíz Eduardo tinha muitos amigos com sua personalidade afável. Aos familiares e amigos, o abraço solidário”, comentou o prefeito. O secretário estadual de Obras e Projetos, Fernando Mineiro (PT), lembrou que foi o próprio Luiz Eduardo quem colocou o nome à disposição para candidatura em 2008. 

Quem esteve no velório e sepultamento foi o ex-ministro e ex-deputado federal Henrique Eduardo Alves, que destacou a característica "conciliadora" de Luiz Eduardo Carneiro Costa, que era filiado ao Movimento Democrático Brasileiro (MDB). "Ele deixa um legado enorme. Além da educação, tudo que ele fez, pensou e passou para as gerações do nosso Estado. Além disso o legado humano. Uma pessoa maravilhosa, sempre conciliador, da paz, do bem. Será uma falta enorme que fará a todos nós do Rio Grande do Norte. Da minha parte, lutei com ele por muitos anos. Tenho muita gratidão", lembrou Henrique.

O ex-presidente da Assembleia Legislativa do RN, Leonardo Arruda Câmara, destacou o legado e os trabalhos feitos na Educação do RN. Natural de Nova Cruz, assim como Luiz Eduardo, ele lembra que chegou a assumir o Governo do Estado por 10 dias e o educador foi seu secretário. "Foi um pessoa que ocupou vários cargos na administração e principalmente na educação, na área estadual, municipal e federal. Era uma amizade que não tinha limites, sem palavras para descrever", lembrou Arrudal, recordando ainda que nos últimos seis meses foi um interlocutor de Natal para Nova Cruz sobre a situação de saúde do amigo.

Além de secretário durante a gestão de Garibaldi Filho no Governo do Estado, onde também ocupou cargo de secretário de Assistência Social, Luiz Eduardo foi indicado pelo PMDB vice-prefeito na chapa do então candidato à Prefeitura de Natal, Luiz Almir, em 2004. Já em 2008, ele foi o vice na disputa pela Prefeitura na chapa de Fátima Bezerra (PT). 

Durante o velório, o professor Luiz Eduardo também foi homenageado pelo empresário Fernando Siqueira.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte