Detran não enviará carnê para pagamento do IPVA

Publicação: 2019-01-06 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Os proprietários de veículos automotores do Rio Grande do Norte deverão ficar atentos às mudanças impostas pelo Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran/RN) em relação ao IPVA 2019. Os carnês não serão mais enviados aos endereços dos titulares dos veículos.  cadastrados no órgão. Eles  já podem conferir no site do Detran/RN os valores e boletos da taxa de licenciamento referente a 2019.

Créditos: João Maria Alves/Arquivo TNProprietários deverão consultar site do Detran/RN ou se dirigir a uma das unidades do órgão para emissão dos boletos do IPVA 2019Proprietários deverão consultar site do Detran/RN ou se dirigir a uma das unidades do órgão para emissão dos boletos do IPVA 2019
Proprietários deverão consultar site do Detran/RN ou se dirigir a uma das unidades do órgão para emissão dos boletos do IPVA 2019

Este ano, a autarquia passou a não emitir o carnê físico de taxas e impostos relacionados aos veículos e o usuário deve buscar a emissão dos boletos via site do órgão, unidades físicas  distribuídas no estado, agências do PágFácil, Banco do Brasil ou por meio do aplicativo oficial do Detran/RN produzido para smartphones.

Além da taxa de licenciamento de veículo automotor, que é a única que é administrada pelo Detran, o cidadão pode emitir os boletos bancários relativos ao IPVA (de responsabilidade da Secretaria Estadual de Tributação), seguro DPVAT (Banco do Brasil – Seguradora Líder), e a Taxa de Proteção contra Incêndio, Salvamento e Resgate em via Pública, que é destinada ao Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte.

O Detran/RN destaca que houve uma redução média de aproximadamente 64% no valor do seguro DPVAT. Um exemplo são os veículos considerados de passeio, que pagaram R$ 45,72 em 2018, e neste ano podem quitar o seguro no valor de R$ 16,27.

Outro ponto é que neste ano, o proprietário de automóvel que vai receber o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) em seu endereço deve quitar uma taxa de R$ 7,00 destinada aos Correios. Porém, o subcoordenador de Informática do Detran, Hugo Guimarães, informa que o valor do envio da correspondência é extinto para aquele usuário que optar por receber o CRLV em um dos postos de atendimento do Detran que emitem o documento. “Basta que o cidadão se dirija ao posto do Detran e solicite o documento que a taxa de envio dos Correios não será cobrada”, explica.

Procedimento
Para ter acesso à página de emissão dos boletos do Detran é simples. Basta que o usuário vá até o endereço eletrônico da instituição. Com a página aberta, o cidadão clica no ícone “Consulta de veículos e boletos”. Logo em seguida é mostrada uma página onde é possível digitar a numeração da placa e do Renavam do veículo a ser consultado.

Dessa forma é possível ter acesso ao ambiente online onde fica disponível os boletos referentes à taxa de licenciamento, IPVA, DPVAT, Taxa dos Bombeiros, além de possíveis débitos de infrações de trânsito relacionadas ao veículo consultado.

Há, ainda, a possibilidade do proprietário pagas as taxas no banco de sua escolha. A medida implantada pelo Detran funciona para os débitos referentes ao licenciamento, IPVA do veículo e Taxa dos Bombeiros. É só clicar no imposto que deseja efetuar o pagamento, e imediatamente é aberta uma nova tela com as opções de emissão de boleto direcionado ao Banco do Brasil ou as demais instituições bancárias.



Deixe seu comentário!

Comentários