Dia a dia de transformação

Publicação: 2018-08-10 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Generosidade é a palavra que norteia o trabalho de Dudu Azevedo em “Jesus”, da Record. Na pele do protagonista-título do folhetim bíblico, o ator de 39 anos se permitiu ir além dos conhecimentos técnicos para viver o icônico papel. “Venho pedindo para me colocar sempre nesse lugar de excelência, mas não é uma excelência técnica. É algo que vai além. Acho que o ator tem de estar sempre aberto para compreender a história, as dores e alegria da trama. É uma história que pontuou a humanidade, como não pontuaria a minha?”, questiona.

Dudu Azevedo interpreta Jesus na nova minissérie da Record
Dudu Azevedo interpreta Jesus na nova minissérie da Record

Há meses envolvido com o projeto, Dudu sempre buscou ter grandes ambições profissionais ao longo de sua carreira. Porém, o convite para viver Jesus foi além de qualquer desejo seu. “Nem nos meus sonhos mais ambiciosos pensei que viveria Jesus Cristo. É um personagem muito grandioso e acredito que muitos atores gostariam de fazer esse papel. De uma hora para outra, recebi o convite e me vi pronto. Uma vez dentro do projeto, não podia pestanejar”, explica Dudu, que perdeu seis quilos para a novela. “Achei que ia ficar interessante esteticamente para o personagem, mas as transformações interiores são importantes também. Mudei meus hábitos alimentares e minha rotina de exercícios”, completa. Antes da estreia do folhetim, o ator esteve no Marrocos, onde gravou cenas importantes do enredo, como a “via crúcis” e a crucificação. Durante a gravação, Dudu precisou enfrentar as altas temperaturas do deserto, uma maquiagem pesada e carregou uma cruz que pesava 70 quilos. “Foram sequências duras de trabalho, mas, ao fim de cada dia, me sentia feliz e emocionado. Ser ator é perseverar também e enfrentar condições diferentes”, ressalta.

Presente de aniversário
O “Como Será?” comemora quatro anos no ar no próximo sábado, dia 11. O programa especial será apresentado por Michelle Loreto, que substitui Sandra Annenberg durante o período de férias. Para celebrar a data, o matinal exibe quatro reportagens gravadas com câmera 360º. Já o quadro “Como Faz?” dá dicas para uma festa de aniversário sustentável. Michelle recebe uma profissional que ensina como montar um tema infantil usando materiais reutilizáveis, além de receitas saudáveis, como minibolos de cenoura com cacau e milho no palito. “É muito gratificante ter a oportunidade de espalhar boas notícias e compartilhar experiências positivas para milhões de pessoas toda semana através do ‘Como Será?’.

Voz em cena
Elza Soares estará na trilha sonora da próxima temporada de “Carcereiros”, da Globo. A série protagonizada por Rodrigo Lombardi está prevista para voltar ao ar a partir outubro. A produção é inspirada na obra homônima de Dráuzio Varella e tem direção de José Eduardo Belmonte.

Disputa líquida
Nem só de viagens vive Titi Müller, a apresentadora irá comandar a segunda temporada do “reality show” “Eisenbahn Mestre Cervejeiro”. O programa, que estreia no dia 26, será exibido todo domingo pelo Multishow e ganhará uma versão “pocket” de cinco minutos na Globo durante as madrugadas dos sábados. A competição busca eleger o melhor cervejeiro caseiro do país e contará com a participação de dez cervejeiros, entre homens e mulheres de diferentes estados do país. “O ‘Mestre Cervejeiro’ não é só um programa de competição. A impressão que tenho é de estar em um ‘pub’ entre amigos conversando sobre cervejas. Ele também tem um formato informativo e traz um pouco do processo de criação da cerveja, tanto para quem é um amante do assunto quanto para quem não entende muito”.

Foi bem
Para o bom desempenho de Kelzy Ecard em “Segundo Sol”, da Globo. A atriz, que vive a doce Nice, é um dos destaques do folhetim das nove e uma grata surpresa no elenco estrelado.

Foi mal  
Para a rasa abordagem sobre o alcoolismo na trama de “Malhação”, da Globo. O assunto foi debatido de forma pobre e sem se aprofundar realmente na temática através do personagem Rafael, de Carmo Dalla Vecchia. A abordagem começou do nada e terminou da mesma forma.




continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários