Diá fala em trazer reforços e abrir vagas no elenco

Publicação: 2020-10-28 00:00:00
O site especializado em estudo de probabilidades, Chance de Gol, aponta que no grupo do ABC, um clube terá de chegar a 23 pontos para garantir matematicamente uma vaga na segunda fase da Série D do Brasileiro. Como se trata de probabilidade, esse número poderá flutuar um pouco para baixo, de acordo com os resultados da rodada, mas isso quer dizer que para buscar a classificação de forma antecipada, o Alvinegro terá de buscar sete pontos nas próximas rodadas.
Créditos: Rennê CarvalhoAtacante Wallyson se prepara para voltar a equipe do AlvinegroAtacante Wallyson se prepara para voltar a equipe do Alvinegro

Mas a equipe, com as inúmeras baixas que teve no elenco, perdeu qualidade, principalmente em sua parte ofensiva. Os atletas contratados para substituir jogadores como Jaílson e Paulo Sérgio ainda não conseguiram mostrar ao que vieram e, o treinador Francisco Diá, já fala na possibilidade de reformar o grupo.

“Estamos necessitando de mais um atacante de velocidade, se Giva não acertasse com o clube  iríamos necessitar de um homem para atuar como referência na área. Também podemos ser obrigados a trazer mais um zagueiro, uma vez que Vinícius ainda não fechou um acordo com a diretoria. É isso que necessitamos para o momento, também não vejo dificuldade nenhuma se tiver de tirar alguém que não esteja rendendo o esperado”, disse.

O treinador abecedista, sem citar nomes, destacou que há espaço para chegada de mais reforços, porque já chegou a conclusão de que algumas peças não vão render o que podem dentro do ABC.

“O mundo do futebol é assim mesmo, um atleta não acerta em um clube, mas chega em outro e vai bem. Temos dois ou três jogadores que chegaram e não estão correspondendo as nossas expectativas, então terão de ser substituídos por um a altura do que necessitamos no momento. É difícil encontrar esses jogadores, prontos para atuar, no mercado hoje, mas vamos tentar”, reforçou Francisco Diá.

O presidente do ABC, Bira Marques, confirmou a dificuldade de encontrar atletas em condições de atuar, no mercado. Ele explicou que os atletas de boa qualidade disponíveis atualmente, não vão resolver o problema do clube, uma vez que estão com algum problema médico e necessitarão de um tempo para recuperar. Por isso, como a questão com Giva não era grave, a diretoria resolveu confirmar a contratação.

“O jogador já está treinando, iria necessitar apenas de um tempo de recuperação, mas acredito que em breve estará à disposição da nossa comissão técnica. Na verdade, nosso grupo não necessita nem de tantos atletas assim, jogamos bem desfalcados contra o Coruripe e perder, ou não poder contar com atletas como Wallyson, Lelê e Berguinho é um problema para qualquer clube da Série D. A questão é ter paciência”, afirmou Bira Marques, apostando na plena recuperação do futebol abecedista nas próximas rodadas.