Diretor do Sesc São Paulo defende investimentos na arte

Publicação: 2019-05-14 10:56:00 | Comentários: 0
A+ A-
Diretor-geral do SESC São Paulo desde 1984, Danilo Santos de Miranda esteve em Natal para palestrar na 37ª edição do seminário Motores do Desenvolvimento, que acontece na manhã desta terça-feira (14), no Hotel Barreira Roxa. 
n
Danilo Miranda e Zélia Duncan participam de debate no Motores do Desenvolvimento

Em sua apresentação, que teve como tema "Arte e cultura: desenvolvimento social e econômico de mãos dados", o diretor destacou a importância da ação integrada no setor, e de enxergar a arte e a cultura enquanto "identidade e representação da alma de um povo", além de ter feito uma defesa da instituição contra os ataques feitos pelo Ministro da Economia Paulo Guedes contra o Sistema S. 

"É importante destacar que o SESC não faz um patrocínio. Quando uma empresa patrocina algo, ela está retirando um pouco de seu resultado e devolvendo para que se faça algo em prol da sociedade. Nós do SESC não fazemos patrocínio nesse sentido. Nossa maneira de atuar é bastante integrada, e segue os princípios que estão dentro dos objetivos e da missão da instituição", afirma. Para o diretor, as ameças de cortes ao Sistema vem principalmente, "daqueles que não conhecem o trabalho que realizamos e o impacto dele na transformação da vida das pessoas".

De acordo com ele, a cultura tem um papel importante no Brasil, que é o da inclusão. "Não é o único, mas é um dos principais. Ela junta as pessoas e fazem ela se sentir parte da sua comunidade, do seu espaço. A cultura enquanto identidade, enquanto representação da alma de um povo, seja nas músicas, na dança, nas artes visuais ou no artesanato é vital para o desenvolvimento".












continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários