Diretor nega responsabilidade do Dnocs por inundação em Jucurutu

Publicação: 2011-01-26 10:31:00
Diretor do Dnocs explicou que as chuvas foram as maiores desde a construção da barragem Armando Ribeiro GonçalvesO diretor geral do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), Elias Fernandes, nega que a responsabilidade pela inundação em Jucurutu seja responsabilidade da instituição que comanda. Para o ex-deputado estadual, não havia como evitar o alagamento com uma chuva que, segundo ele, foi a maior na região desde que a barragem Armando Ribeiro Gonçalves foi construída.

Irritado com as declarações do prefeito Júnior Queiroz, que atribuiu o problema ao Dnocs, Elias Fernandes explicou que órgão vem buscando contribuir com obras na cidade e que, inclusive, destinou aproximadamente R$ 300 mil para a construção de uma passagem molhada no município. Elias Fernandes garante que não havia como prever que as bombas que funcionam no local ficariam submersas tão rapidamente.

"Uma chuva de 176mm é algo que nunca ocorreu desde que a barragem (Armando Ribeiro Gonçalves) foi construída. O que aconteceu foi um acidente natural, e não culpa ou irresponsabilidade do Dnocs", garantiu o diretor geral.
Água está baixando, mas moradores ainda não puderam retornar às casas durante a manhã desta quarta-feira
Para evitar novos incidentes caso as fortes chuvas voltem a ocorrer no município, Elias Fernandes informou que as bombas atuais, provavelmente queimadas devido ao período submersas, serão consertadas e, posteriormente, o Dnocs vai adquirir três bombas com maior potência.

saiba mais


"Vamos fazer um dimensionamento, estudar as necessidades da cidade, que cresceu muito. As bombas que davam conta de puxar a água há anos atrás não dão o mesmo resultado porque, como a cidade cresceu e as áreas impermeabilizadas também, são necessários novos equipamentos. Assim que fizermos o redimensionamento vamos adquirir as bombas", garantiu Elias Fernandes, sem precisar a data em que os novos equipamentos serão comprados.