Dirigente haitiano é banido por estupro

Publicação: 2020-11-21 00:00:00
A Fifa decidiu ontem pelo banimento do presidente da Federação Haitiana de Futebol, Yves Jean-Bart, para sempre de qualquer atividade ligada ao futebol, por ter sido considerado culpado em um caso de abuso sexual sistemático nos últimos cinco anos de jogadoras adolescentes no centro de treinamento da entidade, localizado na capital Porto Príncipe. O Comitê de Ética da Fifa diz que ele usou sua posição para facilitar crimes.