Esportes
Djokovic tem visto cancelado novamente e tenta nova cartada em audiência
Publicado: 11:38:00 - 14/01/2022 Atualizado: 11:38:41 - 14/01/2022
O tenista Novak Djokovic corre para tentar reverter o cancelamento do visto a tempo da estreia no Australian Open, prevista para a noite de domingo, no horário de Brasília, contra Miomir Kecmanovic. Após a decisão do governo australiano, o tenista sérvio segue livre e só será detido por agentes de imigração na manhã de sábado do país.
AUSTRALIAN OPEN
O tenista sérvio Novak Djokovic estava treinando normalmente

O tenista sérvio Novak Djokovic estava treinando normalmente

A justiça determinou o esquema de detenção de Djoko até a audiência final sobre o caso, na manhã de domingo. O sérvio será custodiado no sábado, às 8h, mas será liberado das 10h às 14h para uma reunião no escritório de seus advogados. No domingo, também vai ao encontro de sua equipe jurídica, desta vez para a audiência final sobre o caso. 

O caso
Na manhã desta sexta-feira, o ministro da Imigração da Austrália, Alex Hawke, usou os poderes do cargo para cancelar novamente o visto de Djokovic, que não se vacinou contra a covid-19. Havia uma suposta exceção médica após testar positivo para a doença em dezembro, mas o argumento não foi aceito e o sérvio, que busca seu 21º título de grand slam, um recorde na modalidade, mesmo tendo vencido a primeira batalha na justiça, pode não disputar a competição.

A decisão de Hawke veio por meio da prerrogativa de "saúde e ordem" da lei australiana, o que abre possibilidade para o país deportar e banir o tenista de conseguir o visto australiano por três anos. "Usei do meu poder para cancelar o visto do Sr. Novak Djokovic sob a prerrogativa de saúde e ordem, baseado no interesse público, também", afirmou Hawke em comunicado.

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte