Dnocs empenha R$ 6,9 milhões para obras na Armando Ribeiro

Publicação: 2017-11-21 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
As obras de recuperação e modernização da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves tiveram os recursos assegurados com o empenho de R$ 6,9 milhões pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs). O projeto já foi iniciado e, quando for concluído, vai permitir a entrada de águas da transposição do São Francisco no reservatório. O investimento total será de R$ 16,9 milhões. "Recebemos a confirmação desse novo empenho e, assim, a obra está assegurada. Semana passada, tivemos a liberação de recursos para a barragem de Oiticica", disse o deputado federal Walter Alves.

O prazo estabelecido para a execução das melhorias na barragem é de nove meses consecutivos. As obras são de responsabilidade do consórcio formado pelas empresas Heca Comércio e Construção Ltda. e Opemacs Serviços Técnicos Ltda. O mesmo consórcio foi responsável pelas obras nos reservatórios Castanhão, no Ceará, e Boqueirão, na Paraíba.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco tem dois eixos: Leste e Norte. Com 217 quilômetros de canais, o Eixo Leste foi inaugurado em março de 2017 e garante água para quase 1 milhão de habitantes em 31 municípios. O Eixo Norte tem três etapas e vai beneficiar 7,1 milhões de pessoas, em 223 cidades.  As etapas 2N e 3N estão com 99,5% e 98,40% de execução respectivamente. A etapa 1N, que havia sido interrompida por paralisação do serviço pela empresa responsável pela obra, foi licitada, retomada e está em andamento, com 92,47% de execução física.

Oiticica
A construção de um plano de trabalho para elaborar o projeto técnico para as agrovilas que serão construídas para as famílias atingidas pela Barragem de Oiticica foi ponto de pauta, nesta segunda-feira (20) entre a Secretaria de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara) e a Secretaria de Meio Ambiente e de Recursos Hídricos do Estado (Semarh). O projeto técnico será enviado ao Ministério da Integração.

Serão construídas agrovilas nos municípios de Jucurutu, São Fernando e Jardim do Seridó e, segundo o titular da Seara, Raimundo Costa, as áreas para as obras já foram identificadas para dar celeridade ao processo. Ao todo serão reassentadas 112 famílias, em três agrovilas. No dia 18 de dezembro, haverá audiência pública na Câmara Municipal de Jucurutu sobre os projetos.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários