Drama na Tailândia chega ao fim

Publicação: 2018-07-11 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Todos os 12 garotos e o técnico de futebol deles foram resgatados de uma caverna inundada no extremo norte da Tailândia de acordo com agentes da Marinha do país. “Todos os 12 dos 'Javalis Selvagens' (time dos garotos) e o técnico foram extraídos da caverna", indicou o comando de elite em sua página no Facebook. Com isso, foi encerrada, na manhã desta terça-feira, 10, horário de Brasília, a operação que durou mais de duas semanas para salvar o grupo. Todos passarão por análises clínicas aprofundadas e tratamento intensivo para recuperação da desnutrição e identificação de infecções.

Especialistas em mergulho de diversas nações e membros da elite da Marinha tailandesa participaram do complexo resgate do time
Especialistas em mergulho de diversas nações e membros da elite da Marinha tailandesa participaram do complexo resgate do time

Os oito primeiros resgatados estavam com “bom ânimo" e possuem um sistema imunológico forte, de acordo com uma fonte médica. Ainda assim, os médicos mostram cautela sobre o estado deles por causa do risco de infecções e os meninos estão isolados no hospital. “Estão em bom estado, não têm febre", disse à imprensa Jesada Chokedamrongsuk, secretário permanente do Ministério da Saúde da Tailândia, no hospital de Chiang Rai. “Todos estão em bom estado mental." Os meninos se encontraram com os parentes, mas separados por uma divisória de vidro. A medida é para prevenir possíveis infecções. Alguns dos garotos apresentam problemas pulmonares e na visão.

A difícil situação chamou a atenção na Tailândia e em grande parte do mundo, desde a notícia da desaparição e as primeiras imagens em vídeo do grupo, quando foram achados dez dias depois por dois mergulhadores britânicos. Eles estavam presos na caverna Tham Luan Nang Non, que sofreu inundações pelas chuvas de monção durante uma visita ao local, após um treinamento dos garotos ocorrido em 23 de junho.

A terceira missão de resgate foi iniciada na manhã desta terça-feira. O objetivo era retirar os quatro meninos que ainda estavam no local, além do treinador deles. Nas duas operações anteriores, realizadas no domingo, 8, e na segunda-feira, 9, oito dos jovens foram retirados com sucesso. Eles seguem internados em hospitais locais, em bom estado de saúde.

A operação envolveu 19 mergulhadores. Um médico e três membros da força de elite da marinha tailandesa que ficaram na caverna para acompanhar os meninos.

Copa do Mundo
Por motivos médicos, os garotos resgatados não poderão estar em Moscou para a final da Copa do Mundo, no próximo domingo, 15. A Fifa havia feito o convite e esperava a presença dos meninos como forma de homenagear a equipe de futebol da qual eles fazem parte.

“A Fifa gostaria de expressar sua alegria diante na notícia do resgate", disse a entidade máxima do futebol, em um comunicado. Lembrando da morte de um dos mergulhadores, o órgão prestou homenagem também às pessoas que realizaram a complexa operação para tirar os garotos da caverna.

“Fomos informados pela Associação de Futebol da Tailândia que, por motivos médicos, os garotos não estarão em condições de viajar para Moscou para a final", disse a Fifa. “A prioridade continua sendo a saúde de todas as pessoas envolvidas na operação e vamos avaliar uma nova oportunidade para convidar os meninos para um evento  da Fifa para compartilhar com eles um momento de comunhão e alegria", afirmou.

Uma reunião entre membros da entidade máxima do futebol e dirigentes tailandeses está marcada para ocorrer neste próximo final de semana.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários