Duas décadas de tradição em fondue

Publicação: 2017-05-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Entre o fim dos anos 90 e o começo dos 2000, o cenário gastronômico natalense deixou o acanhamento do século passado e não parou mais de crescer. Entre os veteranos dessa época, o restaurante La Cachette, em Ponta Negra, figurou com destaque servindo fondue, a iguaria de origem suíça ideal para as noites mais amenas. E 22 anos depois, a casa ainda serve seu prato símbolo, e muitos outros mais, provando que a tradição também acompanha os novos tempos.

La Cachette serve opções de fondue de carne, o preferido da clientela; queijo, camarão, frango e chocolate
La Cachette serve opções de fondue de carne, o preferido da clientela; queijo, camarão, frango e chocolate

As últimas noites chuvosas em Natal, e a aproximação do inverno, ressaltam o fondue como um prato aconchegante e saboroso para a ocasião. Mas, duas décadas depois, o La Cachette deixou esse prato dividir a cena com outras opções diferentes. “Hoje, a gente  emplacou o horário do almoço, algo que demorou anos para acontecer. É um dos reflexos de como o mercado mudou”, explica a proprietária Márcia Regina Eisele.

Segundo Márcia, um fator decisivo foi a mudança no perfil dos turistas que frequentam Natal e, principalmente, Ponta Negra. “Os europeus praticamente sumiram, e os turistas brasileiros foram se impondo com força e trazendo novos gostos e necessidades. O La Cachette sentiu isso e fomos acompanhando, dançando conforme a música”, explica. Desde junho, a casa lançou um menu de pratos individuais que caiu no gosto dos turistas e nativos.

E o fondue? “Não é mais aquela novidade dos anos 90, mas continua um diferencial no nosso cardápio. É uma referência na cidade para todos que gostam. E mesmo quem faz em casa vem aqui só para comprar nossos molhos”, diz Márcia. Atualmente, o fondue pode ser servido no óleo, no caldo, ou na pedra sabão.

Há dez opções para escolher: o especial da casa, um mix com carne, camarão e frango, que tem entrada de queijo e fondue de chocolate como sobremesa. A versão ‘raclete’, com queijo, picanha fatiada, batatas cozidas, mostarda escura, pão e pepino; o fondue clássico de queijo  (com vinho, alho, maçã, brócolis, goiaba e pão), o queijo alemão (calabresa defumada) e italiano (gorgonzola); o suíço, que é de chocolate com amêndoas, chocolate normal, e até um de chocolate diet. O fondue é um prato romântico por natureza, mas além de casais, pode render para até quatro pessoas.

Marcia Eisele e o marido ainda comandam a casa
Marcia Eisele e o marido ainda comandam a casa

Quanto aos pratos individuais, as opções são variadas, assim como os preços. Há desde frango grelhado com espaguete, dobradinha com calabresa e carne de sol grelhada, até camarão à grega, hambúrguer (no prato), peixe ao molho de alcaparras, bife à paulista (com ovo), entre outros. Os preços variam de 12 até 45 reais. Entre os pratos para dois tem moqueca mista, bacalhau à Gomes de Sá, risoto de bacalhau, camarões variados, etc. Ainda há opções em sanduíches e saladas, além de feijoada aos sábados.

Ambientes
O La Cachette atualmente tem dois ambientes: um interno e climatizado e outro externo em forma de varanda. A casa não trabalha mais com música ao vivo – outra adaptação aos novos tempos. Para saborear melhor os fondues, basta o chiado das carnes nos ‘rechauds’ e uma ajudinha do tempo para uma noite nublada.

Serviço:
La Cachette. Av. Engenheiro Roberto Freire, 5070, Ponta Negra. Tel.: 3219-3068. Aberto diariamente, de 11h30 às 23h (dom à quinta) e até 0h (sex/sab).

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários