Ecos do caso Harvey Weinstein

Publicação: 2017-10-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Georgina Chapman, estilista e co-fundadora da Marchesa, terminou seu casamento de 10 anos com o produtor de cinema Harvey Weinstein, após acusações de abuso sexual e comportamento vexatório. A denúncia foi  feita pelo jornal norte-americano The New York Times no dia 5, e desde então, outras mulheres estão expondo que também foram assediadas por Weinstein - entre elas, Gwyneth Paltrow e Angelina Jolie. O caso sobrou até para a marca de Georgina, a Marchesa. Relações públicas de Hollywood afirmaram que o crescimento acelerado da grife se deu porque o produtor coagia atrizes a usá-la no tapete vermelho.

Na terça, 10, a estilista emitiu um comunicado ao portal da revista People contando que estava terminando seu casamento. "Meu coração está partido por todas as mulheres que sofreram desta dor tremenda por causa desses atos imperdoáveis. Eu escolhi deixar o meu marido. Cuidar dos meus filhos é minha prioridade no momento e eu peço que a imprensa me dê privacidade", escreveu ela.

Bem AffleckAcompanhando a enxurrada de manifestações de atores, produtores e diretores de cinema em relação ao caso Harvey Weinstein, Ben Affleck publicou em sua página do Facebook, uma nota de repúdio ao comportamento do produtor. Na postagem, o ator disse estar "triste" e "furioso" com a situação e afirmou estar buscando formas de "garantir que isso não acontecerá novamente com outras pessoas". A fala de Affleck, no entanto, não foi bem recebida: atrizes e público o acusaram de hipocrisia relembrando um caso de assédio protagonizado pelo ator. Em 2003, durante a gravação do programa Total Request Live, exibido pela MTV, Affleck apalpou os seios da atriz Hilarie Burton, à época com 21 anos. No vídeo, disponível na internet, Affleck abraça a atriz pelas costas, aproveitando a situação para tocá-la sem consentimento.

A usuária do Twitter que trouxe o caso à tona afirmou que "todo mundo" havia esquecido o episódio. Ao ler o tweet, Hilarie Burton respondeu: "Eu não esqueci". Burton divulgou um trecho do vídeo e elogiou a valentia das mulheres que denunciam casos de assédio.  A atriz Rose McGowan, uma das vítimas de assédio de Weinstein, também criticou duramente . "Ben Affleck, vá se ferrar", escreveu.

Entenda o caso
O jornal The New York Times publicou uma reportagem investigativa que acusa o produtor Harvey Weinstein de cometer uma série de assédios sexuais contra atrizes, assistentes e empregadas temporárias. A publicação afirma que o produtor fez ao menos oito acordos financeiros com mulheres durante os trinta anos em que foi confrontado com acusações.


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários