Edital da Ancine pode beneficiar audiovisual do RN em R$ 2,6 milhões

Publicação: 2018-08-11 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Importante mecanismo de investimento no audiovisual brasileiro, a chamada pública de coinvestimentos regionais da Agência Nacional do Cinema (Ancine) está com inscrições abertas. O edital tem por objetivo desenvolver o setor audiovisual a partir do lançamento de ações locais em parceria com órgãos e entidades da administração pública direta ou indireta estadual, municipal e do Distrito Federal. Com pouco dinheiro em caixa, a Fundação Capitania das Artes (Funcarte) e Fundação José Augusto (FJA) aguardavam ansiosamente pela abertura do edital da Ancine para pleitear recursos que garantirão investimentos na cadeia produtiva local.

No Fim de Tudo, de Victor Ciríaco, foi realizado com recursos do edital Cine Natal e Ancine
No Fim de Tudo, de Victor Ciríaco, foi realizado com recursos do edital Cine Natal e Ancine

A ideia é que o mecanismo da Ancine impulsione os editais de fomento da Funcarte (Cine Natal), já elaborado e da fomento da FJA (Prêmio Cine RN) que está em fase de consulta pública. Conforme o previsto, a chamada pública da Ancine aumentou a proporção de investimento para instituições públicas das regiões Norte e Nordeste, que poderão receber do MinC/Ancine até cinco vezes o valor aportado como contrapartida.

Dessa forma, de acordo com o previsto nos editais elaborados pela FJA e Funcarte, o audiovisual potiguar pode ser beneficiado com até R$ 2,6 milhões, sendo R$ 1,4 milhões pela FJA e R$ 1,2 milhões pela Funcarte – esta, restrita ao município de Natal.

A contrapartida do Governo do Estado seria de R$ 55 mil do cofre  da FJA e R$ 200 mil de Emenda Parlamentar do Deputado Fernando Mineiro (PT). Pelo lado da Prefeitura de Natal, a contrapartida seria de R$ 200 mil, e a Ancine entrará com  5 vezes este valor.

Em reportagem à Tribuna do Norte, A coordenadora do Departamento de Audiovisual da Funcarte, Bruna Hetzel, na mesma reportagem, garantiu já dispor dos recursos municipais, e que para lançar o edital Cine Natal faltava apenas o posicionamento favorável da Ancine. Já o chefe de gabinete da FJA, Edson Soares, chegou a dizer que a ideia do órgão é lançar o Prêmio Cine RN oficialmente ainda em agosto.

Se for beneficiada, será a quarta participação da Funcarte/Prefeitura em edital da Ancine, contabilizando até agora mais de dez curtas-metragens realizados, ou em produção, através deste recurso. No caso da Fundação José Augusto, será a primeira vez que a gestão lança edital de audiovisual em parceria com Ministério da Cultura.

Na totalidade da Linha de Coinvestimentos Regionais da Ancine, foram apresentadas, até o momento, propostas de parceria com mais de 38 órgãos e entidades locais, mobilizando mais de R$ 422 milhões em recursos para projetos audiovisuais de diferentes tipologias, gêneros e formatos. Na atual temporada, estão sendo investidos do Fundo Setorial do Audiovisual R$ 90 milhões na Linha de Coinvestimento.




continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários