Eduardo Azeredo deixa a cadeia em Minas Gerais

Publicação: 2019-11-09 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Belo Horizonte (AE) - O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo deixou nesta sexta-feira, 8, a prisão, beneficiado pela mudança de entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) que decretou o fim da execução de pena após condenação em segunda instância. A defesa pediu a expedição do alvará de soltura imediata do ex-governador sob o argumento de que sua condenação não está transitada em julgado. O alvará de soltura foi expedido no mesmo dia pela Vara de Execuções Penais do Fórum Lafayette, em Belo Horizonte.

Azeredo foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) em abril de 2018 a 20 anos e um mês de prisão pela participação no chamado "mensalão tucano", esquema de desvio de recursos de empresas públicas estaduais, como o então Banco do Estado de Minas Gerais (Bemge), para o financiamento de campanha à reeleição do então governador tucano em 1998, disputa em que ele foi vencido pelo ex-presidente Itamar Franco.

Segundo denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF), Azeredo foi um dos principais beneficiados no esquema. Ex-presidente do PSDB, Azeredo se desfiliou do partido em maio deste ano. O ex-governador estava preso desde 23 de maio do ano passado em um batalhão do Corpo de Bombeiros na zona sul da capital mineira. Ele deixou o prédio no início da noite de ontem sem falar com a imprensa.

O advogado de Azeredo, Castelar Neto, disse que a saída do ex-tucano era esperada após o novo entendimento do STF. "Preservou-se a garantia constitucional da necessidade do trânsito em julgado”, afirmou.



continuar lendo


Deixe seu comentário!

Comentários