Eliminatórias para Copa no Catar terá início em março

Publicação: 2019-01-25 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
A Conmebol confirmou que as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar começarão em março de 2020. A decisão foi tomada em reunião realizada nesta quinta-feira no Rio de Janeiro horas antes do sorteio dos grupos da Copa América.

Créditos: ConmebolPresidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, espera orientação da FIFA sobre vagas para 2022Presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, espera orientação da FIFA sobre vagas para 2022
Presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, espera orientação da FIFA sobre vagas para 2022

Por causa do calor em julho no Catar, o Mundial de 2022 acontecerá entre novembro e dezembro. Por isso houve também uma mudança no calendário das eliminatórias, que normalmente começam em setembro, logo após o encerramento da Copa América.

O Conselho também aprovou que o formato da competição será o mesmo. A seleções jogam entre si em turno e returno em um total de 18 partidas. A nota da Conmebol só não informou o número de classificados.

Isso porque a Fifa estuda aumentar a Copa do Mundo do Catar de 32 para 48 seleções. Se houver essa alteração, a Conmebol ainda definirá qual será o número de representantes do continente sul-americano. Na Copa da Rússia, classificaram os quatro melhores e o quinto colocado foi para a repescagem.

A ordem dos confrontos das Eliminatórias será definida por meio de sorteio junto com a Fifa. O Conselho da Conmebol definiu apenas que serão oito rodadas em 2020, com jogos em março, setembro, outubro e novembro. Em 2021 serão mais dez jogos em março, junho, setembro, outubro e novembro. As partidas de repescagem acontecerão em março de 2022.

Recopa
A Conmebol também definiu as datas dos confrontos da Recopa Sul-Americana, o duelo entre o campeão da Libertadores, o River Plate, contra o vencedor da Sul-Americana, Athletico-PR. O jogo de ida, em Curitiba, acontecerá em 22 de maio. A volta, em Buenos Aires, será no dia 29 do mesmo mês.

O presidente da Conmebol, o paraguaio Alejandro Domínguez, disse ontem que ainda não considera profissional a entidade que comanda. No entanto, vê evolução na organização das competições e avisou que a partir de 2020 a Copa América deverá ser disputada a cada quatro anos.

“Não vou dizer que a Conmebol é hoje uma organização profissional, mas eu assumi uma entidade que era dirigida como se fosse um negócio pessoal, de duas ou três pessoas. Eu estou tentando proteger a organização e as pessoas da organização. É preciso que haja uma mudança interna para que isso gere mais qualidade de trabalho", disse em entrevista ao SporTV.

A declaração foi dada após ser questionado sobre os problemas enfrentados na final da Copa Libertadores de 2018. Antes do jogo de volta da decisão, torcedores do River Plate apedrejaram o ônibus do Boca Juniors na chegada ao estádio Monumental de Nuñez A partida foi adiada por duas vezes e a Conmebol demorou para tomar uma decisão - no fim das contas, optou-se por levar o jogo a Madri, onde o River se sagrou campeão.

Ao comentar sobre a questão da violência no futebol, o mandatário citou a falta de qualidade e de segurança dos estádios. O Brasil, segundo Domínguez, é uma exceção nesse quesito. "Temos de fazer com que o dinheiro chegue de forma que a gente possa exigir de todos os participantes outra posição", comentou.

O presidente da Conmebol acredita que a entidade está fazendo a parte dela para essa evolução e citou alguns números. "Estamos mais do que dobrando as receitas para os clubes. Em 2015, a gente repartia creio que US$ 75 milhões (R$ 280 milhões). A partir de agora, vamos distribuir US$ 211 milhões (R$ 793 milhões). Podemos multiplicar por três de 2015 para 2019", disse

“Para isso também é importante exigir profissionalismo dos clubes, que os clubes paguem em dia. Por isso é importante o licenciamento dos clubes. O licenciamento vai fazer com que a organização possa cobrar um nível mais equilibrado, por exemplo que o gramado seja bom", prosseguiu.



Deixe seu comentário!

Comentários