Em casa, com Haroldo

Publicação: 2018-09-28 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Receber bem é uma arte da qual o cozinheiro e projetista Haroldo Varela sempre teve conhecimento. Aquilo que durante muito tempo foi privilégio de amigos e familiares, agora está acessível a todos, graças a Casa Haroldo, projeto no qual o anfitrião transforma seu lar num restaurante exclusivo – mas sem perder o clima caseiro jamais. “Todos se sentem aconchegados quando estão aqui. Isso pra mim é o maior elogio”, diz.

Casa Haroldo é projeto gastronômico personalizado, na casa do anfitrião
Casa Haroldo é projeto gastronômico personalizado, na casa do anfitrião

A Casa Haroldo começou oficialmente, com toda a estrutura adequada, há um ano. Os jantares são realizados apenas por reserva, para grupos de no mínimo 12 pessoas, e no máximo 26. A residência de Haroldo, em Morro Branco, mantém sua ambientação original, sóbria e elegante, apenas com uma grande mesa posta na sala para receber. Haroldo, que também é projetista de cozinha, conta com uma cozinha industrial para tocar o menu.

O cardápio é combinado com a clientela, a partir das sugestões de Haroldo. O serviço é formado por couvert, três entradas, dois pratos principais e uma sobremesa. “Aceito sugestões também, mas estudo a viabilidade antes. Nada pode atrapalhar o serviço”, diz. As pessoas podem levar as bebidas alcoólicas. O jantar tem duração de quatro horas e meia. Os pratos são servidos à inglesa, ou seja, não chegam feitos à mesa – são apresentados e servidos aos comensais.

Ex-restauranteur, Haroldo Varela investe em sua experiência em receber bem
Ex-restauranteur, Haroldo Varela investe em sua experiência em receber bem

Entre as iguarias servidas por Haroldo, estão entradas como bacalhau gratinado, casquinho de siri, coquetel de camarão, salada de lagosta, barriga de porco com purê de maçã, ceviche, peixe com banana, ragu de cordeiro, vatapá, mini acarajé, etc. De prato principal tem camarão ao curry com cogumelos frescos, steak au poivre, camarão à moda (alho poró e tomate cereja), entre outros.

Durante o jantar, toca música ambiente (jazz e bossa nova) em volume moderado, e os clientes que não quiserem ficar na sala podem circular pela arborizada varanda – com direito a uma rede. “Apesar de oferecermos um serviço profissional, o jantar não tem aquela coisa engessada dos restaurantes”, diz Haroldo, ressaltando que mal aparece em cena. Prefere ficar nos bastidores, coordenando a cozinha.

A Torta de frutas decora o salão antes de ser degustada no jantar
A Torta de frutas decora o salão antes de ser degustada no jantar

O perfil dos jantares também é o mais variado: há desde a confraternização até encontro de amigos para um bate-papo, encontros de formatura, noivado, casamento, Dia dos Namorados, aniversários, etc. Haroldo ressalta que só recebe um grupo por vez. “O forte dos meus jantares são a privacidade e a segurança. Quero que as pessoas se sintam à vontade, relaxadas. E acho que consigo isso”, afirma. Além de projetar cozinhas industriais, Haroldo já teve restaurante, fez consultorias, trabalhou na Europa, e já foi assessor do estrelado restaurante Camarões.

Serviço:
Casa Haroldo. Jantares em grupos

reservados em Morro Branco. Tel.: 99916-8688.

 Instagram: @haroldo_varela







continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários