Em janeiro, cesta básica em Natal é 0,34% mais cara que no mês anterior, aponta Idema

Publicação: 2020-02-14 15:10:00 | Comentários: 0
A+ A-
O custo da Cesta Básica comercializada em Natal em janeiro de 2020 apresentou um crescimento de 0,34% em relação à dezembro de 2019, chegando a R$ 363,31. Os dados são do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), calculados pela Coordenadoria de Estudos Econômicos do órgão.

Créditos: Divulgação/Governo da BahiaCesta básicaCesta básica


Esse valor é referente ao custo para a alimentação por pessoa com os treze produtos essenciais. Dos itens que compõem a Cesta Básica, nove tiveram variação positiva e contribuíram para o ligeiro aumento. Os principais deles foram Óleo (com crescimento de 22,28% em relação ao mês anterior), Legumes (7,85%) e Tubérculos (5,49%). As variações negativas foram bem mais amenas, com destaque para as quedas no preço do leite (-16,57%), feijão (-2,64%) e carne de boi (-1,51%).

Se for levado em consideração o custo para alimentar uma família de quatro pessoas, o valor seria o referente à quatro cestas básicas (R$ 1.454,44), de acordo com o Idema. 

IPC
O Índice de Preços ao Consumidor (ICP) em Natal calculado pelo CES/IDEMA também registrou crescimento, porém na casa de 0,72% entre dezembro de 2019 e janeiro de 2020. Com esse resultado, os mesmos 0,72% foi o calculado para crescimento no intervalo de um ano (entre fevereiro de 2019 e janeiro de 2020)

O IPC é a medida do preço médio necessário para comprar bens de consumo e serviços. O índice, calculado por institutos nacionais de estatística, é usado para observar tendências de inflação. A variação porcentual do preço num determinado período é uma das medidas da inflação.

O grupo Alimentação e Bebidas, que responde por 32,43% do índice geral em termos de participação no orçamento familiar, apresentou a maior variação positiva entre janeiro de 2020 e dezembro de 2019, chegando a casa de 1,51%.



Deixe seu comentário!

Comentários