Cookie Consent
Natal
Em Natal, 21% dos usuários de transporte por aplicativo usam plataforma para trabalho
Publicado: 15:16:00 - 19/05/2022 Atualizado: 15:16:32 - 19/05/2022
Mais de 21% dos usuários de transporte por aplicativo em Natal fazem uso da plataforma para trabalhar, enquanto cerca de 42% usam para lazer. Esses dados foram descobertos por meio de uma pesquisa feita pela Fecomércio RN para mapear o perfil dos usuários de transporte por aplicativo em Natal. A iniciativa está inserida no projeto Ecossistemas de Competitividade e Inovação em Comércio e Serviços (ECICS) da entidade. 

Marcelo Casal Jr/ABr


A pesquisa ouviu 605 usuários de transporte por aplicativos, residentes em Natal, no mês de março. O estudo teve como objetivo identificar os hábitos de consumo, aplicativos mais utilizados, frequências de uso, gastos, e principais problemas enfrentados na utilização do serviço. A margem de erro atingido da pesquisa é de 3% com intervalo de confiança de 95%.

Em média, 80% dos natalenses já usaram, pelo menos uma vez, os serviços de transporte por aplicativos. 

Dentro do universo de pessoas ouvidas, 42,31% afirmaram que utilizam o serviço para lazer, enquanto 21,16% dos usuários acionam o transporte por aplicativo para trabalho. Perguntados sobre a frequência, 27,27% das pessoas disseram que usam o serviço de duas a seis vezes por semana, já 19,83% dos entrevistados usam apenas uma vez a cada semana. 

Para 27,93% dos usuários, a principal motivação para utilizar o transporte por aplicativo é a economia de tempo. Em segundo lugar aparece facilidade e conforto com 26,12%. Segurança e preço representam 15,54% e 13,72%, respectivamente. A pesquisa da Fecomércio RN também constatou que 42,15% dos usuários avaliam positivamente o serviço de uma forma geral, com notas entre 9 e 10.

Dentre os principais problemas relatados pelos entrevistados na pesquisa estão cancelamento (62,91%), espera (48,55%) e preço (18%). 

O diretor de Inovação e Competitividade da Fecomércio RN, Luciano Kleiber, que apresentou a primeira fase do trabalho, destacou que o estudo mostra a relevância do segmento para a economia potiguar. “Estamos tratando de um setor que emprega muitas pessoas e, portanto, complexo. Nós também estamos junto aos motoristas de aplicativos trabalhando na articulação de ajustes para a melhoria no projeto que regulamenta a atividade”, pontua Kleiber. 

Para os próximos passos, a Fecomércio RN prevê a elaboração de um novo levantamento para calcular as cifras que o segmento de transporte por aplicativos movimenta na economia potiguar. 

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte