Em Natal, Dia D contra o Sarampo conta com 70 salas de vacinação; ação segue até às 13h

Publicação: 2020-02-15 10:25:00
A+ A-
O “Dia D” de vacinação contra o sarampo teve início na manhã deste sábado, 15, e se estenderá até às 13h em 70 salas de vacinação no município de Natal. Com alcance nacional, o público alvo da primeira fase da campanha são pessoas que não tenham tomado a primeira dose da vacina contra o sarampo e que tenham idade entre 5 e 19 anos.

Créditos: Magnus NascimentoVacinação contra o sarampo tem seu Dia D neste sábadoVacinação contra o sarampo tem seu Dia D neste sábado

Atendente na Unidade Básica de Saúde (USB) São João, situada na rua Romualdo Galvão, no Tirol, Nilda Ribeiro, explicou que, como a campanha “é limitada”, o comparecimento não tem sido tão grande. Ela explica que diversas pessoas que correspondem ao público alvo da 1ª fase da campanha já tomou esse tipo de vacina, que é obrigatória para nascidos com um ano de idade na 1ª dose e 1 ano e 3 meses na segunda, "A maioria das pessoas que vieram hoje pela manhã trazem o cartão de vacina, mas, com a informação que a imunização já havia sido feita, eles terminam voltando", detalha.

Foi o caso da empresária Manoela Raissa Melo, que levou sua filha, mas soube que a imunização não seria feita. “Ela já tomou todas as vacinas e ai não foi preciso, mas todas as campanhas eu venho, se precisa ou não precisa, pra ter uma prevenção”.

No Rio Grande do Norte, existe na primeira etapa um público de 55.800 pessoas que não se encontram imunizadas com a primeira dose do sarampo. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) está unindo esforços com as secretarias municipais de saúde, para atingir a meta de vacinar no mínimo 95% dessa população.

Na primeira etapa, o público alvo de vacinação são as pessoas na faixa etária de 05 a 19 anos. Já a segunda etapa, que acontecerá no período de 03 a 31 de agosto, será voltada ao público de 30 a 59 anos de idade, com o Dia D de Mobilização Nacional em 22 de agosto. “A realização dessa ação e a adesão do público-alvo é imprescindível para garantir a devida proteção da população contra o sarampo e possibilitar a interrupção da circulação do vírus no país, sendo esse um passo importante para a recertificação da eliminação da doença do Brasil”, explicou a responsável técnica pelo Programa Estadual de Imunizações, Katiucia Roseli.

Sarampo
Em 2016, o Brasil recebeu o selo emitido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de “País livre da circulação de sarampo”. Por um ano, nenhum caso foi registrado. Porém, esse quadro mudou e com isso as campanhas do Sarampo são novamente necessárias para que a população não deixe de se vacinar.

O Sarampo é uma doença infectocontagiosa causada pelo vírus Measles morbillivirus e pode ser letal se não tratada adequadamente. Sua transmissão ocorre pelo contato com secreção expelida pelas vias respiratórias dos pacientes que possuem a doença, como espirro ou tosse. Entre os seus sintomas os pacientes podem apresentar febre, tosse e aparecimento de manchas avermelhadas pelo corpo e rosto. A única forma de evitar a doença é pela vacinação, que já se encontra disponível nas unidades de saúde do município.

A única forma de evitar a doença é pela vacinação, que deve ser aplicada em duas doses para pessoas com idade entre 12 meses e 29 anos de idade, sendo a segunda dose aplicada com intervalo de 30 dias. Para a população entre 30 a 49 anos é necessária apenas uma dose da vacina. 




Deixe seu comentário!

Comentários