Em Natal, redes sociais predominam na 'largada'

Publicação: 2020-09-29 00:00:00
O uso de redes sociais predominou nos dois primeiros dias de campanha eleitoral dos candidatos a prefeito de Natal, embora o corpo-a-corpo, caminhadas e carreatas também tenham sido usadas por alguns dos candidatos. Concorrente à reeleição, o prefeito Álvaro Dias (PSDB) postou 12 vezes no Instagram ao longo do dia, dividindo o tempo com agenda administrativa (despachos com auxiliares) e gravações na produtora de vídeos para o decorrer da campanha.

Créditos: arquivoCom o aumento do números de usuários de internet, candidatos apostam nos meios digitaisCom o aumento do números de usuários de internet, candidatos apostam nos meios digitais

No twitter, Álvaro Dias disse, em vídeo, que "com apenas dois anos na prefeitura, nossa gestão já tem uma grande marca: o trabalho que deu certo. E é com esse sentimento de servir da melhor forma à cidade, que estamos aqui iniciando a campanha". 

Álvaro Dias afirmou que iniciava a companha com otimismo, pois apesar da maior crise econômica últimos tempos, "estamos atravessando o enorme desafio de enfrentar a pandemia do coronavírus,  a administração tem muito o que mostrar do trabalho que realizamos em apenas de prefeitura e a perspectiva positiva que construímos para Natal nos próximos quatro anos".

O prefeito ainda ressaltou, no twitter, que "no momento conturbado com o novo coronavírus, que está aqui e não foi embora, vamos continuar utilizando as recomendações das autoridades sanitárias, usando máscaras, álcool gel, evitando aglomerações e mantendo o distanciamento social  durante toda a campanha eleitoral". 

Por fim, desejou a todos "uma campanha limpa,  decente, honesta, boa e propositiva para que todos possam, analisando as propostas e o que forem apresentados, escolherem os melhores para comandar os destinos de Natal e do Poder Legislativo municipal".

Também candidato a prefeito de Natal, o deputado estadual Hermano Moraes (PSB) veiculou no Twitter imagens de suas visitas aos bairros: "Começamos o segundo dia de campanha conversando com feirantes e comerciantes do bairro das Rocas. Dialogamos sobre problemas atuais, como o Mercado Público que permanece fechado e a falta de estrutura básica. Também papeamos sobre projetos futuros".

Hermano Moraes começou a apresentar no bairro Salinas e nas redes sociais, o seu programa administrativo, como o projeto "Creche para Todas" para garantir aq ampliação de 50% no número de vag, pois atualmente o município "atende apenas 38% da demanda e via sorteio, frustrando o acesso do restante da garotada e prejudicando o rendimento de trabalho dos seus pais e responsáveis".

O candidato do PT, senador Jean Paul Prates, disse nas redes sociais que o seu projeto de cidade "é cuidar da pessoas, inovar para sair da mesmice administrativa e devolver Natal para o povo, com a população no centro das decisões".

Jean Paul Prates começou sua campanha, no Twitter, enfatizando para as pessoas que "a política e a democracia ainda são as melhores ferramentas para resolver os problemas coletivos".

Segundo o senador, "desacreditar na política, vender o seu voto, afastar-se das discussões eleitorais ou defender regimes de exceção ou de força bruta, não são soluções para resolver o nosso problema".

Para o senador, "apesar dos tempos tristes que temos vivido com pandemia  e retrocessos por toda parte, a política e a democracia ainda são a melhor ferramenta para resolver os problemas coletivos, representar o interesse público, decidir os caminhos de um país do estado e de uma cidade".

Em vídeo, Prates apelou para os eleitores: "Só não despreze a única chance que você tem de eleger seus representantes e mudar ou seguir lutando". Ele se apresentou, ainda, como autor de uma emenda parlamentar encaminhada no ano passado ao orçamento da União, que destina recursos para duplicação da BR-304: "É assim que a gente avança: sem picuinha política, pensando no lado que interessa, que é o das pessoas".

Já o deputado estadual Kelps Lima (Solidariedade), andaram de buggy pelas ruas de Natal, no domingo (287), primeiro dia de campanha, divulgando o kelpsflix.com.br, a sua página na internet, além das visitas presenciais nos bairros. 

Kelps Lima conta que o link leva a uma série disponível em todos os canais da internet, incluindo redes sociais, "contando a história de Natal que não está nos livros"

Nas visita que Kelps Lima fez os bairros e o candidato a vice-prefeito, renno Queiroga, foram aos 25 pontos de adesivação de carros onde os 43 candidatos a vereador pelo partido Solidariedade de Natal montaram suas bases de início de caminhada até a eleição, em 15 de novembro.

Ontem, os candidatos participaram de reuniões com apoiadores, fizeram minicarreatas.

No interior, mobilização teve  aglomeração
A campanha eleitoral no interior do Rio Grande do Norte começa com grandes aglomerações, na contramão das recomendações das autoridades de saúde e da Justiça Eleitoral para evitar o contágio das pessoas pelo novo coronavirús. Em alguns municipios candidatos a prefeito e a vereador puxaram as tradicionais passeatas pelas ruas das cidades em diversas regiões do Estado.

Em nota, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) esclareceu,a respeito das imagens que circularam em redes sociais e programas jornalísticos de TVs, e informou que, conforme reconhece o Supremo Tribunal Federal (STF), os Poderes Executivos estadual e municipal têm autonomia e dever de definir, e principalmente, de fiscalizar, o cumprimento das regras sanitárias estabelecidas por cada ente no combate e prevenção contra o Covid-19. 

Segundo a nota, a Justiça Eleitoral está dando sua contribuição, a título de recomendação, ao apresentar à sociedade o Plano de Segurança  Sanitária para as Eleições Municipais de 2020, cujo objetivo é definir as medidas de proteção à saúde pública a serem implementadas durante a campanha eleitoral e as eleições municipais de novembro, no contexto da pandemia da COVID-19, e está à disposição para consulta pública no portal do TSE. 

Às vésperas da largada da campanha eleitora, no sábado (26), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, fez pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão em que reforçou as recomendações da Justiça Eleitoral para o período de campanha. 

"Apesar de o dever de fiscalizar as infrações das normas de biossegurança - nas regras atualmente em vigor - não ser da Justiça Eleitoral, o TRE reforça as recomendações mencionadas e expressa preocupação e profunda consternação com as imagens divulgadas, orientando candidatos e partidos políticos para que se adequem às normas sanitárias, e solicitando ao Poder Executivo que tome as medidas cabíveis e de sua competência no que se refere à fiscalização do cumprimento de tais normas", diz a nota. 

Já o secretário estadual da Saúde Pública, Cipriano Maia, diz que as prefeituras também devem fiscalizar as aglomerações de pessoas neste início de campanha eleitoral, onde muitos candidados fizeram carreatas e movimentações que concentraram multidões de eleitores.

"A vigilância dos municípios têm que atuar, porque a Sesap nao tem condição de fazer a fiscalização nas 167 cidades. Claro, assimo como ocorreu no "Pacto pela Vida", vamos dar o apoio necessário", avisou o secretário da Saúde.

Promotores eleitorais no interior também estão fazendo recomendações no sentido de se evitar o uso e compartilhamento de materiais de campanha impressos como cartilhas, jornais, santinhos, dando preferência sempre que possível ao marketing digital e que as medidas de biossegurança e distanciamento social durante os atos de campanha e no dia da eleição deverão estar de acordo também com o preconizado no Plano de Segurança Sanitária do TSE. Cipriano Maia disse, ainda, que “a campanha é um momento rico de debate, mas precisamos manter o distanciamento social, as medidas de higiene e o uso correto da máscara".

No Estado, são 10.374 candidatos
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) não terminou de processar  os cadastros de candidatos a prefeito e vereador nos 167 municípios do Rio Grande do Norte, mas o número de candidatos com pedido de registros já supera mil os 9.126 das eleições de 2016. 

Para as eleições de 15 de novembro deste ano, o TSE tinha cadastrado até às 20 horas de ontem, o total de 10.374 candidatos a cargo eletivos ou 1.246 candidatos a mais do que há quatro anos, incluindo os postulantes ao cargo de vice-prefeito. Os dados estatísticos do TSE mostravam que 508 candidatos podem concorrer ao cargo de prefeito, enquanto 9.358 postulam as 1.522 cadeiras de vereador nas eleições municipais de 2020.

Nas eleições de 2016, o número de candidatos a prefeitos aptos a disputar a eleição terminou sendo de 453, enquanto 8.213 estavam aptos a concorrer para vereador. 

Segundo os dados do TRE, o número de homens superam os de mulheres, enquanto o percentual de candidatos é de 66,3%,  as candidatos são 33,7%. Porém, os índices mostram um avanço no percental de mulheres candidatas, que foi de 32,47% nas eleições de  2016 contra 67,53% de homens.

Em todo o país, o número exato de candidatos que vão disputar vagas de prefeito, vice-prefeito e vereador ainda nem foi fechado pela Justiça Eleitoral, mas já é o a maior desde 2000, quando a votação no país foi 100% eletrônica pela primeira vez. Até as 15h de ontem, o portal lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com essas informações, já registrava 545.036 solicitações. O recorde anterior havia sido em 2016, com 496.887 candidatos.