Encontro de "nações" no Pacaembu

Publicação: 2011-09-08 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
São Paulo (SP) - Gazeta Press - Corinthians e Flamengo estão no pelotão de frente do Campeonato Brasileiro e são postulantes ao título. Mesmo assim se enfrentam em um cenário de crise às 21h50, no Pacaembu, em São Paulo (SP), em confronto válido pela 22ª rodada da competição. Tudo por conta do fraco desempenho nas últimas partidas. O Timão, que foi derrotado pelo Coritiba por 1 a 0 no fim de semana, aparece com 40 pontos, quatro a mais que o Rubro-Negro, derrotado pelo Bahia no domingo e que não vence há seis jogos na competição. Os últimos dias foram de cobranças.
Depois de uma boa partida pela Seleção Brasileira, Ronaldinho Gaúcho reforça o Flamengo, em SP
No Corinthians, a torcida invadiu o centro de treinamento para cobrar melhores atuações. No Flamengo, um pum dado por um jogador em uma preleção do técnico Vanderlei Luxemburgo foi o estopim para se revelar que o ambiente entre o comandante e o elenco não é o melhor possível. Experiente, o treinador sabe o caminho para mudar o quadro. “Temos uma maneira bem simples de afastar o mau momento: entrar em campo e jogar bola. Sabemos que todas as críticas procedem, pois o time não vem jogando absolutamente nada. A nossa equipe conta com muitos jogadores experientes, que sabem que o importante neste momento é jogar bola e voltar a vencer seus jogos. O nosso foco está todo voltado para esta partida contra o Corinthians, que é um concorrente direto”, disse Vanderlei Luxemburgo.

Não menos experiente, Tite, técnico do Corinthians, reconhece que a torcida está protestando com um fundo de razão e espera começar a mudar a realidade a partir de hoje. “A maioria da torcida quer que a gente jogue o futebol do início do campeonato, e não o de agora. Contra o Coritiba, tivemos alma e retomamos um padrão parecido. Os torcedores querem mais. E nós também”, disse Tite. Para os jogadores a partida de hoje pode significar um novo rumo no Brasileiro.

Ficha técnica

Corinthians-SP: Julio Cesar, Alessandro (Welder), Chicão, Leandro Castán e Ramon; Ralf, Paulinho, Edenílson (Jorge Henrique) e Danilo (Alex); Emerson e Liedson Técnico: Tite

Flamengo-RJ: Felipe, Leonardo Moura, Gustavo, Ronaldo Angelim e Junior Cesar; Willians, Renato Abreu, Bottinelli e Thiago Neves; Ronaldinho Gaúcho e Deivid Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Estádio: Pacaembu

Horário: 21h50

Árbitro: Márcio da Silva (RS)

Assistentes: Altemir Hausmann

(Fifa-RS) e Julio Cesar Santos (RS)

Três meses após decisão, Vasco reencontra o Coritiba

Rio de Janeiro (RJ) - Exatamente três meses depois de ter conquistado o título da Copa do Brasil o Vasco reencontra o Coritiba, seu rival naquela final, em confronto marcado para hoje, às 20h30, em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ). Se naquela ocasião era muito difícil prever quem seria o vencedor, no duelo de agora, válido pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, o favoritismo é do Cruzmaltino, que soma 38 pontos e aparece no pelotão de frente, lutando pela conquista de mais uma taça.

Por outro lado, o Coritiba vem patinando na competição e, com 29 pontos, está longe da disputa pelo título. No último fim de semana, porém, apesar dos momentos distintos, os torcedores das duas equipes trocaram os papéis.

Os vascaínos penaram com uma goleada de 4 a 1 para o América-MG, figurinha carimbada da zona de rebaixamento. Já o Coritiba bateu o Corinthians por 1 a 0, dando demonstração de força. “O Coritiba ganhou uma motivação a mais por conta da vitória do último domingo, pois superou o líder da competição e isso é algo que deixa qualquer grupo ainda mais empolgado para a partida seguinte. Fora isso, eles precisam pontuar fora de casa para poderem encostar novamente na zona de classificação para a Copa Libertadores e teremos muitas dificuldades por conta desta situação. Mas o Vasco é muito forte jogando em São Januário e estamos em um momento que não podemos pensar em outro resultado que não seja a vitória”, disse o zagueiro vascaíno Renato Silva.

Se o Vasco faz questão de lembrar do último triunfo do Coritiba, faz questão de esquecer a goleada sofrida pelo América, tratada no clube como um acidente de percurso. “Foi um acidente de percurso. Serve de alerta. Nós vivemos um dia daqueles em que a equipe joga muito abaixo do que pode. E ainda pegamos uma tarde feliz do América. Mas, com certeza, foi um acidente de percurso. Mas nós continuamos bem colocados e, se conseguirmos uma vitória na próxima partida, vamos continuar bem na tabela. Portanto, já estamos focados neste compromisso diante do Coritiba”, disse Cristóvão Borges, técnico que está interinamente no comando do Vasco enquanto Ricardo Gomes se recupera do AVC sofrido no empate sem gols diante do Flamengo.

Para este compromisso Cristóvão contará com o retorno do zagueiro Dedé, que estava servindo à Seleção Brasileira na vitória por 1 a 0 no amistoso sobre Gana, na Inglaterra. Com isso, Victor Ramos fica como opção no banco de reservas. O lateral esquerdo Julinho, que se recuperou de entorse no tornozelo esquerdo, e o volante Jumar, livre de dores na panturrilha esquerda, foram liberados, mas apenas o primeiro retorna, no posto de Márcio Careca.

Pelo lado do Coritiba os jogadores não escondem que o confronto diante do Corinthians serve de motivação para este jogo.  A vitória diante de seus torcedores, deixou o clube paranaense com outro espírito e eles esperam retormar a força que os levou à decisão da Copa do Brasil.

Ficha técnica

Vasco-RJ: Fernando Prass, Fágner, Renato Silva, Victor Ramos e Julinho; Rômulo, Eduardo Costa, Juninho Pernambucano e Diego Souza; Eder Luis e Elton

Técnico: Cristóvão Borges

Coritiba-PR: Vanderlei, Jonas, Jéci (Demerson), Pereira e Lucas Mendes; Leandro Donizete, Willian, Tcheco, Rafinha e Marcos Aurélio; Bill

Técnico: Marcelo Oliveira

Estádio: São Januário

Horário: 20h30

Árbitro: Jefferson Schmidt (SC)

Assistentes: Marcia Caetano (Fifa-RO) e Claudemir Maffessoni (SC)

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários