Entre lágrimas e risos da maternidade

Publicação: 2018-07-12 00:00:00 | Comentários: 0
A+ A-
Se ser mulher é difícil, ser mãe é mais. É isso o que se vê no filme “Tully”, longa do diretor Jason Reitman, de “Obrigado por Fumar” (2005) e “Amor sem Escalas” (2009), com roteiro de Diablo Cody, de “Juno” (2007). A comédia dramática mostra como a maternidade pode render uma vida sufocante para as mães, consumindo mais que o tempo e a energia, mas a sanidade das mulheres. O filme estreou no Brasil no final de maio e a partir desta quinta-feira (12) entra em cartaz em Natal, na sessão Cinema de Arte do Cinépolis Natal Shopping, com exibição até 18 de julho.

Filme Tully
Filme "Tully" mostra as realidades de ser mãe em 2018

No centro da trama está Marlo, interpretada por Charlize Theron, vencedora do Oscar de melhor atriz por “Monster” (2003). Ela é uma mãe de dois filhos que acaba de parir o terceiro. Sua vida é sufocante, já que é a responsável por administrar a casa e cuidar dos rebentos, tudo isso enquanto o marido inerte dedica suas noites ao videogame.

Nesse mundo caótico chega Tully (Mackenzie Davis), uma jovem e bela babá arranjada pelo irmão de Marlo com o intuito de dividir as tarefas maternas com ela. Aos poucos Tully se aproxima de Marlo desenvolvendo uma forte relação de amizade.

Tully é uma babá jovem e bonita contratada para ajudar Marlo
Tully é uma babá jovem e bonita contratada para ajudar Marlo

Esta é a terceira parceria entre o diretor Jason Reitman e a roteirista Diablo Cody, que neste filme retomam a temática da maternidade, abordada pela primeira vez em “Juno” (2007). Se em “Juno” a dupla refletiu sobre a gravidez na adolescência, em “Tully” o foco é no período subsequente ao nascimento de um filho por uma mãe na faixa dos 40 anos, o que faz a obra tocar em questões geracionais referentes ao corpo e a vida profissional. A outra parceria de Jason Reitman e Diablo Cody foi em “Jovens e Adultos” (2011), que não obteve tanto sucesso quanto a primeira empreitada. Este filme, por sinal, trazia Theron no papel principal, o que acontece na produção de agora.

História tragicômica sobre os prazeres e desprazeres da maternidade, “Tully” ganhou boas avaliações dos críticos dos jornais Folha de S. paulo, O Globo e Estadão. As publicações destacaram a ótima sintonia entre as atrizes Charlize Theron e  Mackenzie Davis, bem como o roteiro ágil, com momentos de deboche e de sutilezas, e a direção atenta a detalhes delicados.

Só que surge uma forte relação de amizade entre babá e a mãe
Surge uma forte relação de amizade entre babá e a mãe

Serviço
Filme “Tully”, de Jason Reitman

Sessão Cinema de Arte do Cinépolis Natal Shopping

Horários: 19h30 (seg a sex) e 14h (sáb e dom).


continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários