Escolas da rede privada seguem reabertura para aulas presenciais em Natal

Publicação: 2020-09-15 07:28:00
A+ A-
Escolas da rede privada de Natal seguem reabrindo suas estruturas para aulas presenciais nesta terça-feira (15). Para tanto, as instituições estão cumprindo um protocolo específico para o retorno das atividades escolares, determinado pelo Decreto 12.054/2020, publicado na última quinta-feira (10), no Diário Oficial do Município (DOM), pelo prefeito Álvaro Dias.

Créditos: Cláudio OliveiraOs alunos tiveram a temperatura corporal aferida antes de darem entrada na estrutura do colégioOs alunos tiveram a temperatura corporal aferida antes de darem entrada na estrutura do colégio


O retorno das aulas acontece de forma gradual e no modelo de ensino híbrido, dando o direito de escolha para os pais que quiserem permanecer com as aulas remotas.

Lilian Zaros, que é mãe de aluno do ensino infantil, do CEI Romualdo, disse que acredita no protocolo e na estrutura preparada para receber os estudantes. "A gente acredita que esse trabalho vai dar frutos agora e nessa retorno com as nossas crianças que estavam tão ansiosas em voltar à escola.

Para voltar a receber os estudantes, as escolas deverão cumprir uma série de exigências impostas pelo decreto, que vão desde a adaptação das dependências para garantir segurança dos discentes e docentes, até a identificação e encaminhamentos de casos de infecção pelo novo coronavirus.

"Nas aulas remotas os professores já explicavam aos alunos sobre a preparação. A escola está toda sinalizada, com equipamentos de higiene e equipe preparada para dar as orientações e acolher os estudantes. A circulação de adultos está limitada e receberemos os pais por agendamento. É um novo momento mas eles e nós estamos muito animados", disse Cristine Rosado, diretora pedagógico.

O descumprimento das exigências pode acarretar em penalidades como advertência, multa e detenção. A fiscalização caberá ao Procon Municipal e às Secretarias de Segurança (Semdes), de Meio Ambiente (Semurb), de Serviços Urbanos (Semsur), e da Saúde (SMS Natal).

Veja o que diz o decreto aqui.