'Espero que São Paulo renove com a Fórmula 1 por mais dez anos', diz João Doria

Publicação: 2017-11-12 13:57:00 | Comentários: 0
A+ A-
Em visita ao GP do Brasil, neste domingo (12), o prefeito João Doria afirmou esperar que a Fórmula 1 siga em São Paulo após o fim do atual contrato, em 2020. Doria, que reafirmou o plano de privatizar o Autódromo de Interlagos, disse torcer pela renovação e para que o novo vínculo dure por ao menos dez anos.

"Esperamos que, depois o fim do contrato, possamos renovar por mais dez anos e manter por uma nova década o GP do Brasil de Fórmula 1. E quem sabe com novos Ayrtons Sennas, novos Piquets, novos Emersons, novos Massas", afirmou o prefeito de São Paulo, referindo-se a ex-pilotos e pilotos do País que se destacaram na categoria.

Uma das promessas de campanha na eleição do ano passado, a privatização tramita no momento na Câmara de Vereadores e já aprovada em primeira votação. No entanto, nesta semana uma liminar da Justiça barrou a nova votação. Doria, contudo, minimizou a liminar, que pode atrapalhar seu plano de fazer o leilão do autódromo até abril do próximo ano.

"O leilão será no primeiro semestre, com certeza absoluta. Mas não quero precisar uma data porque no setor público você tem às vezes interferências que não estão no controle do Executivo. Ou seja, o próximo GP do Brasil de Fórmula 1 em Interlagos será com o autódromo privatizado", garantiu o prefeito.

A privatização do circuito gera instabilidade na negociação do GP com a Formula One Management (FOM), a entidade que administra a categoria. Isso porque o atual contrato se encerrará em 2020, mas as negociações para a renovação já devem se iniciar em 2018. Ou seja, o promotor do GP brasileiro ainda não sabe com quem negociará no próximo ano.

Neste domingo, Doria revelou que se reuniu com Chase Carey, CEO da Liberty Media, grupo que adquiriu a Fórmula 1 neste ano. "Apenas reafirmei a ele e ao Bernie Ecclestone que a decisão da privatização é irreversível. Nós vamos levar adiante. E provavelmente na próxima semana ou nos próximos dez dias teremos a aprovação do tribunal ao recurso que foi impetrado pela Câmara Municipal de São Paulo. Portanto, tenho convicção de que a Justiça fará esta libertação. E aí vamos partir para a segunda aprovação. Estamos muito tranquilos quanto à base do governo na Câmara."

Doria garantiu que já conta com interessados em comprar o autódromo. "Não faltam interessados, há vários grupos que fizeram manifestações prévias, que são as PMIs, as propostas de manifestação de interesse. Não podemos revelar quais são estes grupos, mas estamos muito tranquilos que grupos nacionais e internacionais, inclusive consorciados, estarão disputando o autódromo, que terá um bom preço e certamente uma qualificação adequada do futuro administrador.'

ASSALTOS - Doria lamentou as ocorrências policiais relacionadas às equipes de F-1 nos últimos dois dias. Uma van da Mercedes foi assaltada na noite de sexta-feira. E houve ainda tentativas frustradas de assalto a um carro da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a veículos da Williams e da Sauber.

"É triste, é lamentável o que aconteceu. Felizmente não houve feridos e nada mais trágico. Mas temos que extrair disso uma boa lição e aumentar a segurança nos próximos eventos aqui em São Paulo. Temos que ter também uma ação mais eficiente da polícia. Dado este fato, é uma boa lição a ser aprendida", declarou o prefeito.

Estadão Conteudo

continuar lendo



Deixe seu comentário!

Comentários