Viver
Espetáculo fala sobre as cangaceiras do sertão
Publicado: 00:01:00 - 13/05/2022 Atualizado: 21:44:19 - 12/05/2022
As mulheres cangaceiras travaram lutas dentro do próprio cangaço. Entre xotes, baiões e muita atitude, o espetáculo musical “As cangaceiras, guerreiras do sertão” contará essa história num temporada de três dias no Teatro Alberto Maranhão, de sexta-feira até domingo. A peça tem texto e letras de Newton Moreno, música ao vivo, e pode ser definida como uma fábula inspirada em depoimentos  das mulheres que seguiam os bandos nordestinos atuantes contra a desigualdade social da região. A direção é de Sérgio Módena. 

Divulgação
O musical conta a história de um grupo de mulheres que se rebelam contra mecanismos de opressão do próprio cangaço

O musical conta a história de um grupo de mulheres que se rebelam contra mecanismos de opressão do próprio cangaço


O musical conta a história de um grupo de mulheres que se rebelam contra mecanismos de opressão que encontravam dentro do próprio cangaço. Além de reflexões sobre o conceito de justiça social que o cangaço representava, o espetáculo reflete sobre as forças do feminino nesse espaço de libertação e sobre a ideia de cidadania e heroísmo. Canções originais foram compostas para a produção, inspirando-se em ritmos da cultura nordestina.

A trama começa quando Serena descobre que seu filho, que ela acreditava ter sido morto a mando do marido, Taturano, está vivo. Ela, então, larga seu grupo do cangaço, chefiado por Taturano, para partir em busca de seu bebê. Neste momento ela não tem a dimensão de que sua luta para encontrar o filho se tornará uma luta coletiva, maior que seu problema pessoal. 

Outras mulheres que formavam o bando se engajam nessa batalha, além de futuras companheiras que cruzam seu caminho. Trata-se de um teatro musical que exalta a força da mulher nordestina. O espetáculo estreou em 2019 no Teatro do Sesi, em São Paulo. 

Elenco 
O elenco de “As cangaceiras” é composto pelo potiguar Marco França, além de Vera Zimmermann, Luciana Ramanzini, Luciana Lyra, Rebeca Jamir, Jessé Scarpellini, Marcello Boffat, Milton Filho, Pedro Arrais, Lola Fanucchi, Nábia Villela, Carol Bezerra e Eduardo Leão. Além dos atores, que cantam em cena, o espetáculo traz cinco músicos para completar a parte musical: Pedro Macedo (contrabaixo), Bruna Duarte (contrabaixo), Daniel Warschauer (acordeon), Carlos Augusto (violão), Abner Paul (bateria), Felipe Parisi (violoncelo).

Serviço:
“As cangaceiras, guerreiras do sertão”. Sexta e sábado (20h), e domingo (19h), no Teatro Alberto Maranhão, Ribeira. Entrada: R$100 (inteira) na plateia, e R$50 (inteira) ma galeria. Vendas no local ou OutGo.  

Leia também

Plantão de Notícias

Baixe Grátis o App Tribuna do Norte

Jornal Impresso

Edição do dia:
Edição do Dia - Jornal Tribuna do Norte